Diário do Sudoeste.com.br

  Mudar jornal: Diário de Guarapuava
  • Pato Branco, 26 de Outubro de 2014

Publicado em 07 de Março de 2014, às 19h21min

Filha de PM morto declara seu amor ao pai em rede social

Diário do Sudoeste FolhaPress



Por Bruno Calixto
RIO DE JANEIRO, RJ, 7 de março (Folhapress) - O soldado da PM Rodrigo de Souza Paes Leme se despediu declarando seu amor à filha, de 12 anos, segundos antes de morrer. A informação é da CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora). "Manda um beijo para minha filha, que não vai dar mais não, parceiro."
Essas teriam sido as últimas palavras do agente de 33 anos, morto após ser baleado na noite de ontem na localidade conhecida como Quadra do Escadão, no fim da Rua 2, na comunidade Nova Brasília, Complexo do Alemão, conjunto de favelas na zona norte do Rio.
Ao descobrir sobre a morte do pai, a menina alterou sua foto no Facebook pela palavra "Luto" e postou uma carta que deixou amigos e familiares emocionados. "Assim como na música, pai, você foi meu herói. E você sempre vai ser. Sempre vai ser o meu amor. O meu melhor amigo", diz um trecho da publicação.
Rodrigo Paes Leme estava lotado na UPP Nova Brasília há quatro meses e, segundo a assessoria de imprensa das UPPs, estava patrulhando o morro na companhia de outros 11 policiais quando foi recebido a tiros por criminosos. O soldado foi levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Complexo do Alemão em estado grave e não resistiu.
Ele foi enterrado com honras militares, na tarde de hoje, no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste. Também no Facebook, a filha do policial, que mora em Varjota (CE), lamentou não poder estar presente no sepultamento.
"Nessa hora estão todos no cemitério se despedindo de você meu pai, mais por causa dessa distância não to podendo estar aí para te dar um último adeus. Te amo muito meu pai, sei que esses bandidos que fizeram isso contigo vão pagar por tudo isso. Por que a justiça de Deus não falha."
Na Polícia Militar há três anos, Paes Leme passou antes pela UPP Providência. Ele era casado e deixa apenas uma filha, como confirma a PM. A CPP informa que o policiamento na comunidade segue reforçado com o apoio de outras UPPs da região.  

Got error 28 from storage engine