FIMS abre processo seletivo para bandas e artistas do interior do Paraná

A Feira Internacional de Música do Sul (FIMS) vai trazer showcases regionais do interior do Paraná, mesas de debates, palestras e rodadas de negócios com assuntos pertinentes à música, mercado fonográfico, perspectivas, questões profissionais e trabalhistas, direitos autorais, mercado, indústria, desafios e perspectivas, e demais temas. Ela já está acontecendo ao longo de 2021 de forma online, mas abriu edital para participação nos eventos presenciais que acontecem no segundo semestre. Os editais estão separados em três categorias, sendo Interior do Paraná, Curitiba, América Lana e Brasil e Videoclipes, e serão selecionadas bandas/artistas da América Latina e de todo o Brasil.

No dia 30 de outubro, o Sesi de Pato Branco será o palco da seletiva. Em parceria com o Sesi, a atividade é uma forma de chamar os artistas da região a participarem do evento principal, que acontece em Curitiba, em novembro. Para participar da seletiva é preciso se inscrever no edital, que está no site da FIMS, e escolher a categoria “Interior do Paraná”.

Artistas inscritos antes do dia 15 de outubro poderão ser pré-selecionados e consultados sobre a possibilidade de participação e apresentação do showcase no dia 30 de outubro. Os artistas que possivelmente sejam selecionados para a etapa de Pato Branco garantem uma pontuação extra para a seleção final para o evento principal que acontece em Curitiba, em novembro.
O evento vai ser realizado em formato híbrido, com parte das atividades presenciais e parte online, tudo de forma simultânea. Para o formato “showcase”, a seleção será presencial e também transmitida pelo canal do Youtube da FIMS durante a programação.


Sobre a FIMS 2021
Na sua quinta edição, a FIMS busca alcançar um novo patamar no mercado fonográfico. Muito mais do que uma feira que pretende estimular a geração de negócios, emprego e renda no mercado musical, em especial do sul do país, a partir deste ano pretendemos assumir de vez a condição de agregador regional de tendências.
Um evento completo, com várias facetas, que não acontece apenas em um ou dois dias, mas que se desdobra ao longo do ano em inúmeras ações de formação, profissionalização, divulgação, aceleração de carreiras, pesquisa de mercado, e levantamento de dados de mercado. Sem esquecer o networking que é essencial para o desenvolvimento profissional de artistas e bandas. (Assessoria)