Almanaque+

Safra 2020/21 de grãos na América do Sul deve ser recorde, diz consultoria

******* ATENÇÃO ************ ATENÇÃO ************* ATENÇÃO *****
ATENÇÃO, SENHORES EDITORES: MATÉRIA COM EMBARGO. PUBLICAÇÃO LIBERADA A PARTIR DE DOMINGO, DIA 29 DE NOVEMBRO DE 2020.
***************************************************************

A safra de soja 2020/21 na América do Sul deve registrar recorde de produção e área colhida. A produção é estimada em 201,30 milhões de toneladas, cerca de 5% acima do recorde anterior (192,40 milhões de t), apesar de um corte sobre a projeção anterior de 203,19 milhões de t. A área colhida deve avançar para 61,95 milhões de hectares, um salto de 3% sobre a última temporada (60,40 milhões de hectares), também recorde. A produtividade média é apontada em 3.249 kg/ha. Os números são da Consultoria Datagro.
Os preços favoráveis da soja na última temporada foram uma importante variável de estímulo ao cultivo da soja na América do Sul. O coordenador da Datagro Grãos, Flávio França Júnior, disse em comunicado que “os produtores da região devem ter evolução homogênea de incrementos da área semeada, com aumentos no Brasil, Argentina, Paraguai e Bolívia. E manutenção no Uruguai”.
No Brasil, maior produtor de soja da América do Sul, a área plantada e colhida tem estimativa de avanço de 3%, para 38,68 milhões de hectares, confirmando o 14º ano de incremento na área da oleaginosa no País. A produção de soja tem projeção de recorde na nova temporada em 134,44 milhões de t, um salto de 5% sobre o marco anterior de 2019/20 (127,45 milhões de t). O rendimento médio esperado é de 3.476 kg/ha. O resultado é reflexo da positiva lucratividade obtida pelos produtores no último ano e expectativa positiva para 2021.
Na Argentina, segundo principal produtor regional de soja, a safra 2020/21 é estimada em 51 milhões de t, ante 49,80 milhões de t em 2019/20. A área colhida tem estimativa de 17,20 milhões de hectares, em comparação com 17 milhões de hectares em 2019/20. A produtividade média é estimada em 2.965 kg/ha.
“Para 2020/21, os números não estão fechados, mas dominou o pessimismo dos produtores com relação às políticas estabelecidas pelo novo governo, tanto de natureza econômica em geral, mas especialmente em relação à tributação e contingenciamento das exportações”, relatou França Júnior.
Na safra 2019/20 da América do Sul, a Datagro atualizou os números de produção de soja para 192,40 milhões de t, sobre 190,90 milhões de t da estimativa anterior, em uma área colhida de 61,95 milhões de hectares ante 59,94 milhões de hectares do último levantamento. A produtividade média ficou em 3.185 kg/ha.

Para cima