Almanaque+

Sesc transmite shows e teatro pela internet

Programação começa na terça, com show de Amaro Freitas (Crédito: Helder Tavares)

O Sesc São Paulo está com uma programação de várias apresentações culturais que serão transmitidos gratuitamente pela internet entre os dias 06 e 08 de abril.

Segundo informações do Sesc, são shows, apresentações de teatro e de dança, e espetáculos para crianças e famílias, sempre mesclando artistas e companhias consagrados no cenário brasileiro com as novas apostas. As transmissões serão realizadas sempre, às 19h, no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube Sesc São Paulo, exceto a apresentação para crianças, no sábado, que ocorre às 15h .

A terça-feira (06) o #EmCasaComSesc recebe o show de Amaro Freitas. Direto de Recife, o pianista, compositor e arranjador mostra sua proposta artística de cruzar elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz. O repertório é formado por releituras de temas clássicos – como “Footprints” (Wayne Shorter), “Pannonica” (Thelonious Monk) e “In a Sentimental Mood” (Duke Ellington) -, por obras de outros artistas – a exemplo de “Lamento Sertanejo” (Dominguinhos) -, além de peças autorais, como o baião “Dona Eni”.

No decorrer do show, o artista vai interagir com o público respondendo alguns comentários enviados no chat do Youtube. A classificação indicativa é livre.

Já na quarta-feira (07), a atriz Suzan Damasceno apresenta direto de São Paulo o monólogo “A Obscena Senhora D”, baseado na obra de Hilda Hilst (1930-2004). Concebida e dirigida por Suzan e com direção geral de Donizeti Mazonas e Rosi Campos, a montagem conta a história de Hille, apelidada pelo marido Ehud de Senhora D (D de derrelição).

Aos sessenta anos de idade, ela decide viver num vão de escada, onde se entrega a uma busca incessante pelo sentido das coisas. Em seu espaço diminuto, a Senhora D revive momentos da relação com o marido, recentemente falecido, busca a compreensão do sagrado e chafurda os limites da sanidade ao confrontar-se com a velhice, o abandono, a ruína, o absurdo contido na sucessão dos dias e a própria morte. Após a exibição, acontece um bate-papo com Suzan mediado pela atriz Fernanda Gonçalves. A classificação indicativa é 16 anos de idade.

Dança

Na quinta-feira (08), dentro da programação do Dança #EmCasaComSesc, o diretor e bailarino Ivan Bernardelli, da Cia Dual, apresenta o solo “Tropeiro”. Baseado nas danças desenvolvidas no tropeirismo – cultura de cavaleiros que conduziam tropas de bois, cavalos e mulas pelos extensos territórios do Brasil e da bacia do Rio da Prata -, o espetáculo visita as memórias dos corpos nômades que, após longas jornadas, em suas pausas, dançavam. Propõe olhar um momento solitário de descanso em que o peão tropeiro dança, à luz do fogo, desafiando a si mesmo.

A trilha sonora do espetáculo, baseada nas melodias das modas de viola e nos acentos rítmicos do catira, foi criada pelo compositor e violeiro Domingos de Salvi. Após a exibição, acontece um bate-papo com Ivan Bernardelli e Sônia Nanci Paes e Álvaro Augusto Antunes de Assis, integrantes do Centro Nacional de Estudos do Tropeirismo.

A série #EmCasaComSesc teve início em abril de 2020, com um conjunto de transmissões ao vivo das linguagens de Música, Teatro, Dança, Crianças e Esporte – que somaram 13,5 milhões de visualizações, até dezembro do ano passado, no total de 434 espetáculos. Para conferir ou revisitar o acervo completo disponível, acesse: youtube.com/sescsp.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima