Almanaque+

Zé Alexanddre, do Time Claudia Leitte, é o vencedor do ‘The Voice+’

A final do The Voice+ aconteceu neste domingo, 4, com a vitória de Zé Alexanddre, representante do Time Claudia Leitte. O carioca de 63 anos recebeu 39,40% dos votos na última rodada, disputada com Catarina Neves, Dudu França e Leila Maria. “Agradeço Claudinha, minha família, toda equipe que me apoiou… Muito obrigado, galera. Valeu”, agradeceu Zé Alexanddre após o anúncio do resultado. O cantor levou o prêmio de R$ 250 mil e um contrato com a gravadora Universal Music

Subiram ao palco da primeira rodada da final do The Voice+: Catarina Neves e Fran Marins (Time Danile), Dudu França e Sueli Rodrigues (Time Ludmilla), Leila Maria e Geraldo Maia (Time Mumuzinho) e Vera do Canto e Mello e Zé Alexanddre (Time Claudia Leitte).

Primeira rodada

Catarina Neves, 82, abriu a tarde com Malagueña Salerosa, uma canção popular mexicana que ganhou notoriedade a partir de 1947. Ela foi a escolhida do Time Daniel para a segunda rodada, vencendo Fran Marins, 69, que cantou Romaria, de Renato Teixeira.

“Não preciso dizer que as duas são fantásticas, elas estão aqui. Quero agradecer por estarem junto comigo. A voz que vou escolher tem um alcance enorme, tem a cara do The Voice+, é uma voz além do seu tempo: Catarina Neves”, escolheu Daniel.

Do Time Ludmilla, Dudu França, 70, interpretou Oh! Darling, dos Beatles, para superar Sueli Rodrigues, 65, que apostou em Goldfinger, canção conhecida na voz de Shirley Bassey.

“Mais uma apresentação que deixou a gente sem ar. Agradeço pela trajetória até aqui. Levo uma bagagem cheia de aprendizado. Vocês vieram e deram o recado. A voz que vou escolher, me deixou mais tempo sem ar hoje, é o Dudu França”, decretou Ludmilla.

Pelo Time Mumuzinho, Geraldo Maia disputou a vaga com Leila Maria. O cantor pernambucano de 61 anos cantou Sou Você, de Caetano Veloso, enquanto a carioca de 64 anos escolheu Vou Deitar e Rolar, composição de Baden Powell e Paulo César Pinheiro, interpretada por Elis Regina.

“Leila é uma voz multi, que pode cantar o que quiser. Me orgulhou muito!”, elogiou o técnico. “A voz que vou salvar, hoje, é Leila Maria”.

Claudia Leitte, que estava apresentando o programa de casa pois seu marido Marcio Pedreira está com covid-19, escolheu entre Vera do Canto e Mello, que interpretou Over the Rainbow, famosa canção do cinema norte-americano, e Zé Alexanddre, com Pétala, de Djavan.

“Vera canta e consigo ver a alma dela. Como ela sustenta essa falsete, a gente não sabe. Tem coisas que Deus faz que a gente não consegue explicar”, destacou Claudia. “A minha escolha é uma voz forte e poderosa. Ambos são, mas vou ser objetiva, dentro da minha gratidão e da minha admiração por ambos. Hoje, quem vai para segunda rodada é Zé Alexanddre”, definiu.

Segunda rodada

Na última rodada, Catarina Neves interpretou o sucesso Fascinação, música que ficou famosa na voz de Elis Regina. Dudu França apostou no clássico Deixa Chover, de Guilherme Arantes. Leila Maria fez sua versão para I Will Always Love You, consagrada na voz de Whitney Houston.

Encerrando as apresentações do reality show musical, Zé Alexanddre interpretou Somebody To Love, do Queen, para encantar público e técnicos. “Tá tremando tudo aqui. Vocês querem a voz? Esse cara é um fenômeno! Estou tremendo de emoção. Está sendo uma Final que nunca vi em todas as edições do The Voice”, afirmou Claudinha.

Após a votação, André Marques anunciou Zé Alexanddre como o campeão da primeira temporada do The Voice+. O cantor recebeu o troféu emocionado e encerrou o programa com a apresentação de You Give Me Something.

Para cima