Brasil

Média móvel de mortes por covid-19 fica em 642 nesta quinta-feira

A média móvel de mortes por covid-19, que registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana, ficou em 642 nesta quinta-feira, 10. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, foram registrados 769 novos óbitos nas últimas 24 horas e 53.425 casos.

No total são 179.801 mortes registradas e 6.783.543 pessoas contaminadas no Brasil, segundo o balanço mais recente do consórcio formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde. Os dados foram divulgados às 20h.

O Estado de São Paulo, que apresenta os maiores números absolutos do País, tem no total 43.661 óbitos e 1.316.371 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com balanço da Secretaria Estadual da Saúde, 1.165.927 pessoas se recuperaram da doença.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 64,3% na Grande São Paulo e 58% no Estado. O número de pacientes internados é de 10.394, sendo 5.998 em enfermaria e 4.396 em unidades de terapia intensiva.

Consórcio dos veículos de imprensa

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde informou que foram registrados 53.347 novos casos e mais 770 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 6.781.799 pessoas infectadas e 179.765 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Para cima