Dinheiro para vacina

Dalia Felberg/Alep


O chefe da Casa Civil, Guto Silva, entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), a proposta de alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias para garantir a compra de vacinas contra a covid-19. São R$100 milhões destinados na dotação orçamentária para a saúde no próximo ano.

Retomada da vacina

“Estamos muito preocupados com o desempenho orçamentário e a retração da economia que vai afetar a arrecadação do Estado, mas precisamos antecipar o processo da pandemia e estamos prevendo mais de R$ 100 milhões que serão utilizados para a compra de vacinas. Imaginamos que em 2021 teremos a vacina disponível e a vacinação em massa nos possibilitará a retomada econômica mais rápida”, explicou Guto Silva.

Plataforma de testes  

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, estará na próxima sexta-feira, 24, em Brasília para se reunir com os embaixadores Yang Wanming (China) e Sergey Pogóssovitch (Rússia) para tratar da possível compra das aguardadas vacinas contra a covid-19. Guto Silva diz que já há tratativas nesse sentido e que a ideia é que o Estado seja uma “plataforma de testes no Brasil” para a imunização do coronavírus.
Olha o tempo!

Com as coligações proporcionais proibidas, partidos buscam alianças para a eleição majoritária. Os partidos curitibanos estão conversando para fecharem aliança e terem tempo na propaganda eleitoral gratuita, que começa em outubro. Com base na eleição de 2018 e a composição na Câmara Federal os partidos com mais tempo de propaganda serão: O PSL com 12,81% do tempo e o PT, 11,32%. Seguem-se o PSDB, com 6,6%; PSD, 6,43%; PP, 6,12%; PSB, 6,02%; MDB, 6,08%; PL, 5,84%.

Pedágio

O secretário Sandro Alex (Infraestrutura e Logística), em reunião por videoconferência com a bancada federal na Câmara dos Deputados e o governador Ratinho Júnior, informou que as novas concessões de pedágio nas rodovias paranaenses que serão licitadas no ano que vem devem ter um modelo híbrido, que leva em conta tanto a menor tarifa quanto o valor da outorga a ser paga pelas empresas.  As concessões atuais, que envolvem 2,5 mil quilômetros vencem em 2021. Além disso, o governo pretente incluir mais 1,3 mil quilômetros na nova concessão, totalizando 4,1 mil quilômetros de rodovias. 

“Cabeça do Congresso”  

Pelo segundo ano consecutivo, o deputado Aliel Machado (PSB) foi apontado como um dos parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. O estudo “Os cabeças do Congresso”, do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar), aponta os 100 mais influentes e outros 50 parlamentares em ascensão no cenário político. O deputado pontagrossense figura entre os que estão em ascensão dentro de um universo de quase 600 congressistas.

Mesa diretora

Os deputados aprovaram o projeto de lei que antecipa para agosto a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. 

Coronavírus no governo
Duas semanas após o presidente Jair Bolsonaro testar positivo para a covid-19, dois ministros comunicaram que também foram infectados. Onyx Lorenzoni (Cidadania) fez o anúncio pelas redes sociais e disse que já estava “seguindo o protocolo de azitromicina, ivermectina e cloroquina”. Milton Ribeiro (Educação), também confirmou que pegou o coronavírus. Recém-empossado, o ministro também afirmou já estar medicado e que está trabalhando remotamente. 

Novo decreto

A prefeitura de Maringá publicou decreto com novas medidas tratando da suspensão de algumas atividades e da liberação com restrições do funcionamento de outras. As novas determinações serão aplicadas a partir de hoje e valem por 14 dias. “As novas medidas foram adotadas considerando as taxas de ocupação geral de leitos de UTI, de positividade de teste, de transmissibilidade e de isolamento”, disse o secretário municipal de Saúde, Jair Biatto.

Novos leitos
O deputado Tercílio Turini (CDN) acompanhou a entrega dos novos serviços no HU de Londrina, com a presença do secretário Beto Preto (Saúde). O hospital ativou  20 leitos de UTI, 12 na ala pediátrica e mais 25 leitos para atendimento de pacientes de covid-19 em estágio moderado. “É uma ação importante na ampliação da estrutura da rede de saúde, um reforço do governo estadual para tratamento de pessoas infectadas pelo coronavírus. Lá no início de março já havia alertado sobre a necessidade de garantir ao HU mais leitos e fortalecer a equipe para atender a população”, comenta Turini.
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima