Economia

Grupo Transportes sobe 1,00% no IPCA-15 de novembro

Os combustíveis mais caros pressionaram o orçamento das famílias em novembro. O grupo Transportes passou de um aumento de 1,34% em outubro para uma elevação de 1,00% este mês, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo deu a segunda maior contribuição para a taxa de 0,81% do IPCA-15 de novembro, o equivalente a 0,20 ponto porcentual, atrás apenas de Alimentação e bebidas (0,44 ponto porcentual).

A gasolina avançou 1,17%, um impacto individual de 0,06 ponto porcentual sobre a inflação. O óleo diesel ficou 0,53% mais caro, enquanto o gás veicular subiu 0,55%. O etanol aumentou 4,02%.

O automóvel novo teve alta de 1,07%, impacto de 0,03 ponto porcentual no IPCA-15. As passagens aéreas subiram 3,46% em novembro, depois do avanço de 39,90% em outubro.

As principais quedas ocorreram nas tarifas dos ônibus interestaduais (-0,52%) e dos ônibus intermunicipais (-0,40%).

Para cima