Economia

RJ publica edital de concessão de saneamento e mantém outorga em R$ 10,6 bi

A concessão, por 35 anos, dos serviços de água e esgoto no Estado do Rio, maior projeto de infraestrutura do País, teve seu escopo ligeiramente reduzido, conforme o edital, publicado na edição desta terça-feira, 29, no Diário Oficial estadual.

O número de cidades na concessão caiu de 47 para 35, dos 64 municípios atualmente atendidos pela Cedae, a estatal de saneamento.

Mesmo assim, a previsão de investimentos, ficou em torno de R$ 30 bilhões – eram R$ 31 bilhões antes – e a outorga mínima foi mantida em R$ 10,6 bilhões.

O aviso de concorrência internacional publicado no Diário Oficial fixou a data do leilão de concessão para 30 de abril de 2021, na B3. Os envelopes com as propostas devem ser entregues, também na B3, em 27 de abril.

A previsão de incluir na concessão 47 dos 64 municípios atendidos pela Cedae foi anunciada em setembro.

A redução não produziu muitas mudanças nos investimentos porque as cidades que ficaram de fora estão no interior, e a maior parte dos aportes está na região metropolitana.

Como já previsto, a área será dividida em quatro blocos. Os valores citados se referem à soma das quatro áreas.

Para cima