Especial

Frei Policarpo Berri: Um homem de fé que tem a importância de seu trabalho reconhecida em Pato Branco e no Paraná

O vereador proponente, Adular Gemza, entregando, em sessão solene, o Título de Cidadão Honorário de Pato Branco, em 14 de junho de 1996 - Foto: Acervo da Câmara de Vereadores de Pato Branco

Laiane Carniel

O ato de homenagear vem desde o início das civilizações, com os rituais para guerreiros e deuses. Reconhecer a importância que certas pessoas alcançam na sociedade, onde constroem sua vida e desenvolvem seu trabalho, é inerente dos seres humanos, que agradecem e congratulam àqueles que se tornam exemplo nas mais variadas áreas.

Frei Policarpo Berri está entre esses homens dignos de receber homenagens, já que, por meio de seu trabalho e de sua fé, está construindo um legado que se mescla com a história de Pato Branco, onde, dos seus 70 anos de sacerdócio, 64 foram vividos nesta cidade, que comemorou, no último ano, 67 anos de fundação.

Título de Cidadão Honorário

Mais do que desempenhar seu trabalho enquanto padre, ele abraçou sua vocação, como homem e como franciscano. Conquistou feitos, sempre se destacando pela paciência e humildade. Tal dedicação suscitou reconhecimento e, em 14 de junho de 1996, frei Policarpo recebeu a primeira entre as homenagens que receberia nos anos seguintes, o Título de Cidadão Honorário de Pato Branco que, desde a fundação da Câmara de Vereadores, em 1952, até 2020, foi entregue a apenas 87 pessoas, evidenciando sua importância.

No parecer da indicação, feita pelo vereador Adular Gemza, constava a justificativa, “Frei Policarpo Berri tem se destacado ao longo de sua vida sacerdotal em Pato Branco, pela sua simplicidade, participação e amor às causas que interessam à comunidade, contribuindo sempre que lhe foi possível para o progresso e desenvolvimento de Pato Branco”.          

O presidente da Câmara de Vereadores de Pato Branco, Moacir Gregolin, explica que o Título é a maior honraria concedida pelo Poder Legislativo para pessoas que não são naturais da cidade, mas que conquistam representatividade, por sua conduta e exemplo de trabalho em prol da comunidade. “Frei Policarpo está entre os escolhidos, pois vem construindo uma história fantástica que, dificilmente, será superada por outra pessoa. São inúmeros feitos para o município, abençoando, diariamente, todos os que compartilham de sua fé e, em especial, os pato-branquenses”, ressalta Moacir.

Título de Cidadania Honorária do Paraná

Em 9 de outubro de 2007, foi a vez da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) fazer o seu reconhecimento, com o Título de Cidadania Honorária, entregue aqueles que têm grande representatividade na história paranaense e, embora não sejam naturais daqui, ganham o reconhecimento dos feitos realizados em prol do Estado. A homenagem foi realizada por proposição do deputado estadual Antonio Anibelli e foi entregue durante a comemoração ao Cinquentenário da Revolta dos Posseiros.

Recebendo o Título de Cidadão Honorário do Paraná, em 9 de outubro de 2007. A proposição foi do deputado Antonio Anibelli

A justifica enaltecia o trabalho de frei Policarpo junto à comunicação, “conhecido por seu entusiasmo pela comunicação, logo que chegou a cidade de Pato Branco, no ano de 1956, trabalhou para que fosse instalado ali a Radio Colméia, o que ocorreu no dia 4 de outubro de 1957. Na área da comunicação, ainda, o frei acalentou um sonho desde 1967, que hoje é realidade em Pato Branco, a TV Sudoeste, aliás, com mais de 18 anos de funcionamento, serve de elo da região Sudoeste, pois transmite programas focados na realidade regional, com a divulgação da linguagem local, dos costumes e das tradições”. 

Ordem Estadual do Pinheiro

: Em Curitiba, recebendo a Ordem do Pinheiro – Comenda Grande Oficial, em 19 de dezembro de 2013 – Foto: Marilena Chociai Rizzi
Crédito da Foto: Arquivo Rotary Clube de Pato Branco

A Assembleia Legislativa do Paraná também entregou para frei Policarpo, a Ordem Estadual do Pinheiro. A mais alta honraria do Estado, foi criada em 1972 como símbolo do reconhecimento do Governo do Estado às pessoas que se destacam em suas profissões e atuação pública, contribuindo para a divulgação e crescimento cultural, econômico, político e social do Paraná. Para a escolha dos homenageados, organizações da sociedade civil fazem as indicações de pessoas. O processo passa por uma comissão do Governo do Estado, formada pela Casa Civil, Chefia de Gabinete do Governador, Casa Militar e Secretaria da Cultura.

A cerimônia de entrega da honraria, foi realizada em 19 de dezembro de 2013, em Curitiba, no mesmo dia em que se comemorou os 160 anos de emancipação política do Paraná. A entrega da Ordem do Pinheiro – Comenda Grande Oficial foi realizada pelo governador da época, Beto Richa.

Na ocasião, Frei Policarpo Berri concedeu uma entrevista à Marilena Chociai Rizzi, então repórter da TV Sudoeste, emissora que ajudou a fundar. “São Francisco de Assis dizia que somos todos servos inúteis. A gente deve trabalhar, mas sempre reconhecer, até o fim da vida, que a gente fez pouco e, como servidores de Deus, temos que começar sempre de novo. Comecemos irmãos, dizia ele, porque até agora quase nada fizemos e o pouco que fizemos Deus quis que fosse homenageado”, disse Policarpo, demonstrando sua felicidade em receber a homenagem, mas a recebendo com a humildade que lhe é característica.

Medalha de Honra ao Mérito Pato-branquense

Ainda sem data de entrega, mas já aprovada pela Câmara de Vereadores de Pato Branco, está a Medalha de Honra ao Mérito Pato-branquense, a proponência foi do então vereador Nelson Bertani, por meio do Decreto Legislativo n° 5, de 1º de junho de 2010. A Honra ao Mérito é concedida para cidadãos que tenham sido ou sejam protagonistas de relevantes serviços à comunidade pato-branquense.

Título Paul Harris

Outro reconhecimento pelo seu trabalho, foi feito pelo Rotary Clube de Pato Branco, em 3 de julho de 2018, com a entrega do Título Paul Harris, do Rotary Internacional. O Título, que recebe este nome em homenagem ao fundador do primeiro Rotary Club e primeiro presidente do Rotary International, Paul Harris, é entregue à pessoa que contribuiu para a Fundação Rotária, homenageando uma pessoa merecedora, que apoia os programas da Fundação e divulga o Rotary de maneira positiva.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima