Esportes

América-MG bate Juventude, reassume 2º lugar e reduz diferença para a Chapecoense

O América-MG reassumiu a segunda colocação da Série B do Campeonato Brasileiro e diminuiu a diferença para a líder Chapecoense para quatro pontos ao derrotar o Juventude por 2 a 1, em duelo direto pelo G-4, na noite desta terça-feira, no Independência, pela 23ª rodada.

Com o resultado, o time mineiro, que perdeu três jogadores de última hora por causa da covid-19, chegou aos 43 pontos, contra 47 da Chapecoense. O Juventude, por outro lado, se manteve no G-4 mesmo com o revés, com 37.

América e Juventude fizeram um primeiro tempo digno de duas equipes que estão brigando pelo acesso. O time mineiro aproveitou o fator casa para tomar a iniciativa do jogo e abrir o placar logo aos sete minutos. Felipe Azevedo achou Juninho dentro da área. O meia dominou, limpou a marcação e estufou as redes.

O Juventude, que perdeu seu poder de fogo para equipes da Série A, a exemplo de Breno Lopes para o Palmeiras, apostou tudo no talento de Renato Cajá. O América tentou anular o meia, mas no primeiro vacilo viu a equipe gaúcha empatar. O meia passou como quis por Messias e acertou um bonito chute para fazer 1 a 1.

Mas o América não se abateu, voltou a pressionar o rival e fez o segundo aos 43 minutos. Ademir arriscou de longe, Marcelo Carné soltou nos pés de Rodolfo, que só escorou para o gol, sem dar tempo de reação para o Juventude.

O segundo tempo foi mais disputado e de pouco espaço. O América recuou e começou a apostar na bola parada. Em cobrança de falta de João Paulo, Carné se esticou todo para fazer a defesa. Logo depois, Felipe Azevedo chegou a fazer o terceiro, mas o árbitro assinalou impedimento e anulou o lance.

Sem fôlego, o Juventude acabou aceitando a marcação do bem armado América, do técnico Lisca, e não conseguiu evitar a derrota no Independência. O time mineiro, por sua vez, aproveitou os minutos finais para poupar alguns jogadores.

Na próxima rodada, o América enfrenta o Oeste na sexta-feira, às 19h15, na Arena Barueri, em Barueri (SP). No sábado, às 21h, o Juventude recebe o Náutico no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

FICHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 2 x 1 JUVENTUDE

AMÉRICA-MG – Matheus Cavichioli; Daniel Borges, Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Sabino (Flávio), Juninho e Alê (Calyson); Felipe Azevedo (Felipe Augusto), Rodolfo (Marcelo Toscano) e Ademir (Léo Passos). Técnico: Lisca.

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Igor, Genílson, Bareiro e Hélder; João Paulo, Gustavo Bochecha (Carlos Eduardo) e Renato Cajá (Gabriel Terra); Gabriel Bispo (Marciel), Capixaba (Rafael Grampola) e Rafael Silva (Wallace Terra). Técnico: Pintado.

GOLS – Juninho, aos 7, Renato Cajá, aos 33, e Rodolfo, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Bareira, Gabriel Terra, Helder e Rafael Grampola (Juventude).

ÁRBITRO – Diego Pombo Lopez (BA).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Para cima