Esportes

Chapecoense vence Confiança e garante título simbólico do 1ª turno da Série B

A Chapecoense conquistou o título simbólico do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro ao vencer o Confiança, por 2 a 0, neste sábado à tarde, no estádio Batistão, em Aracaju, pela 19ª rodada. O time catarinense garantiu o primeiro lugar com 40 pontos, enquanto o time sergipano continua com 25 pontos, em 10º lugar, e perde a sua invencibilidade em casa.

Esta pontuação da Chapecoense a habilita a ser apontada como favorita ao acesso. Pela média dos últimos anos, um time geralmente obtém o acesso se alcançar ao menos 65 pontos. No momento está, por exemplo, 20 pontos na frente do Cruzeiro, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

A campanha da equipe catarinense é excelente, com 11 vitórias, sete empates e apenas uma derrota. Seu ataque marcou 21 gols e sua defesa sofreu apenas cinco, sendo a melhor até agora. Dirigido por Umberto Louzer, a Chapecoense completou 14 jogos sem perder. São oito vitórias e seis empates.

Como já fez em outras ocasiões, a Chapecoense iniciou o jogo explorando a velocidade para tentar abrir o placar. Conseguiu logo aos seis minutos, quando Aylon avançou pelo lado esquerdo da área, foi até o fundo e cruzou para a pequena área. Perotti só teve o trabalhar de empurrar para as redes.

Era o que o time catarinense queria para se manter lá atrás, bem fechada. O confiança demorou para reagir em campo e só ameaçou num chute de Ítalo aos 44 minutos, quando ele recebeu de Renan Gorne e chutou por cima do travessão.

Nos acréscimos, num contra-ataque, a Chapecoense perdeu a chance de ampliar, quando desceu três contra dois. Mas Perotti foi fominha e, em vez de fazer o passe, arriscou o chute de fora da área. O goleiro Rafael Santos defendeu em dois tempos.

No segundo tempo, o Confiança se viu obrigado a avançar a marcação. Ameaçou aos 13 minutos num chute de Renan Gorne, espalmado por João Ricardo. Mas de forma geral, o time sergipano encontrava dificuldades para finalizar.

O técnico Daniel Paulista ainda tentou deixar o time mais ofensivo, trocando marcadores por atacantes. Mas as mudanças não deram o efeito desejado. A Chapecoense manteve-se fiel ao seu estilo de jogo defensivo e nos acréscimos ampliou. Alan Grafite desceu sozinho pelo lado esquerdo, entrou na grande área, driblou um marcador e chutou em curva no ângulo de Rafael Santos.

Na abertura do returno, o Confiança vai enfrentar o Paraná na sexta-feira, dia 6, às 21h30, em Curitiba. No sábado, dia 7, a Chapecoense vai receber o lanterna Oeste, a partir das 21 horas, na Arena Condá.

FICHA TÉCNICA:

CONFIANÇA 0 x 2 CHAPECOENSE

CONFIANÇA – Rafael Santos; Thiago Ennes (Marcelinho), Luan (Nirley), Vinícius Simon (Bruno Paraíba) e Djalma Silva; Madison (Tiago Luis), Rafael Vila (Iago) e Guilherme Castilho; Reis, Ítalo e Renan Gorne. Técnico: Daniel Paulista.

CHAPECOENSE – João Ricardo; Ezequiel, Joílson, Luiz Otávio e Busanello; Anderson Leite (Guedes), Ronei (Roberto), Willian Oliveira e Alan Ruschel; Aylon e Perotti (Alan Grafite). Técnico: Umberto Louzer.

GOLS – Perotti, aos 6 minutos do primeiro tempo. Alan Grafite, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Vinícius Simon e Madison (Confiança); Aylon, Joilson, Roberto e Willian Oliveira (Chapecoense).

ÁRBITRO – Leo Simão Holanda (CE).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Batistão, em Aracaju (SE).

Para cima