Esportes

Chico Grando se diz preocupado com a retomada do futebol turco

No início de maio, o presidente da Federação Turca de Futebol, Nihat Ozdemir, anunciou a retomada da Liga Nacional para o mês de junho. O comunicado do cartola não apenas impacta nas competições nacionais, mas também na Liga dos Campões, temporada 2019/20, uma vez que a final estava marcada inicialmente para o dia 30 de maio, em Istambul.
Com a pandemia do novo coronavírus a Uefa paralisou a competição que ainda não tem dada para decisão. O país tem mais de 130 mil casos confirmados da Covid-19 e cerca de 4 mil mortes. 
Diante deste cenário, os clubes que durante o período mais rígido do combate a pandemia estavam mantendo atividades por vídeo com os atletas, retornaram as ações em grupo.
O volante pato-branquense Chico Grando, deixou o Coritiba ainda em 2014 para jogar na Turquia. Defendendo o Antalyaspor, — equipe que está na 11ª colocação da Liga Turca —, desde 2015, Chico comenta que foram quase 50 dias parados. “Fazíamos treinos por vídeo com o preparador físico. Agora voltamos a treinar com todo mundo”, afirmou o volante ao Diário do Sudoeste, apontando que “a princípio os jogos começam dia 12 de junho”.
Mesmo com a retomada das disputas, pelo que comenta o jogador, as partidas devem acontecer sem torcida. Chico disse que mesmo que o momento mais delicado da doença no país já tenha passado, o clima é de incerteza e preocupação. “A cabeça não está muito boa, pois estão todos preocupados com essa situação”.
Ele também revelou que foram realizados testes na semana passada e que está programado para a próxima semana a repetição do procedimento.
Para reduzir ao máximo as portas de entrada do vírus, a equipe optou em manter todo o elenco em um hotel, assim “ninguém pode sair, após o treino ficamos no hotel.”

Casos
Na sexta-feira (15), o Besiktas [segundo colocado na classificação da Liga Turca], anunciou oito casos do novo coronavírus, após ter realizado exames com jogadores e comissão técnica.
Chico relatou que a divulgação destes casos preocupa. “Sim preocupa. Porque se algum jogador pegar e tiver jogos, todos podemos contrair.” 

Chico Grando
Antes de chegar ao futebol turco, Chico Grando, teve passagens pelos três clubes da capital paranaense. A primeira equipe que ele defendeu foi o Paraná (2002), depois se transferiu para o PSTC de Cornélio Procópio (2003-2004), de onde saiu para defender o Athletico Paranaense (2005-2010).
Chico deixou o Furacão para jogar no Palmeira (2011-2012), retornou para o futebol paranaense para defender o Coritiba (2012-2014), de onde saiu inicialmente emprestado para o Gaziantepspor na Turquia (2014-2015).
 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima