Esportes

Diego aponta Flamengo pronto para decisão com o Palmeiras: ‘Física e mentalmente’

A goleada do Flamengo sobre o Madureira, por 5 a 1, nesta segunda-feira, pode servir de parâmetro para a decisão da Supercopa do Brasil, domingo, às 11 horas, diante do Palmeiras, no Mané Garrincha, em Brasília? Para o meia Diego, o time está preparado mesmo só tendo atuado completo nesta noite no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, pela oitava rodada da Taça Guanabara.

“Fizemos um jogo excelente. Isso nos dá confiança para chegar bem nesta primeira decisão, pois estamos tanto física como mentalmente prontos”, assegurou o meia, que marcou o quarto gol da goleada que derrubou o último invicto da competição. O Flamengo lidera com 19 pontos, mesma pontuação do Volta Redonda, que fica vice-líder no saldo de gols (14 a 6).

Para o meia, bem tranquilo em suas palavras, é preciso trabalhar sabendo da responsabilidade que é vestir a camisa do Flamengo. “Existe uma competitividade muito grande e a expectativa sempre alta em relação ao nosso time. Mas temos que manter a parte tática e a concentração para sermos cada dia melhor, porque o objetivo é vencer e conquistar títulos”.

Sobre o estilo de jogo do time nesta final, ele acha que o Flamengo precisa manter sua forma de jogar. “Nossa característica é manter o controle do jogo, com a posse de bola. Mas, claro, depende também do adversário. Quanto mais eles tiverem a linha de marcação atrás, a gente vai apertar. Estamos preparados”, concluiu.

FELIZ DA VIDA – Autor de dois gols, um de pênalti, Gabriel Barbosa, o Gabigol, voltou a reafirmar o seu prazer em jogar pelo Flamengo. “Tudo me motiva. Este grande time, os meus companheiros, nosso treinador, nossa torcida. Estou feliz e orgulhoso, de estar no Rio e no Flamengo.”

Mais contido, o meia Arrascaeta, que marcou um gol, acha que o ano pode ser melhor do que 2020, quando o time sofreu com a mudança de comando técnico após a saída de Jorge Jesus, a chegada do espanhol Domenéc Torrent e depois a vinda de Rogério Ceni que assumiu o grupo em um momento delicado e acabou campeão brasileiro. “Dá para melhorar, para encaixar mais o time. Nosso time está na melhor forma para enfrentar o Palmeiras e acho que a temporada vai ser melhor do que ano passado, com quando sofremos com alguma instabilidade.”

Para o uruguaio, a receita é fácil e está sendo entendida pelo elenco. “Temos que ter muita humildade para atingir nossos objetivos, que são as vitórias e os títulos”, concluiu.

Para cima