Esportes

Em renegociação com marcas, São Paulo terá uniforme com menos patrocinadores

O São Paulo vai usar um uniforme um pouco diferente no jogo desta quarta-feira diante da Inter de Limeira, fora de casa, pelo Campeonato Paulista. Em estágio de renegociação de contratos com patrocinadores, o clube vai deixar de estampar a marca de alguns parceiros na partida. Em vez de exibir nove empresas, serão nesta vez quatro anunciantes nas camisas e nos calções dos atletas.

O uniforme do time não terá as seguintes marcas: Banco Inter, MRV, SPFC Chip, Urbano e Betsul. Por outro lado, vão continuar estampadas as empresas Cimento Kauê, Cartão de todos, Konami e Gazin. Os patrocinadores que não estarão no uniforme passam no momento por uma renegociação de novos contratos após os vínculos chegarem ao fim. É possível que já nas próximas partidas do clube as mesmas marcas já retornem.

Os contratos que encerraram estavam inicialmente previstos para terminar em dezembro, porém foram esticados até fevereiro para poder contemplar o fim do Campeonato Brasileiro. Alguns anúncios que estão por enquanto mantidos nos uniformes também só têm acordo até março – são os casos Gazin e a Cimentos Cauê. Os contratos de ambos haviam sido renovados ainda no ano passado.

Por decisão do presidente do clube, Julio Casares, as marcas que não estão com contrato em vigor vão permanecer fora do uniforme enquanto não for assinado um novo acordo. Até o ano passado, o São Paulo optou por manter durante alguns compromissos a exibição de algumas empresas na camisa mesmo quando não havia nada mais formalizado.

Das mudanças na camisa para o jogo em Limeira (SP), a mais aparente será a saída do patrocinador máster, o Banco Inter. A parceria entre ambos existe desde 2017. A partida no interior de São Paulo será a segunda do técnico argentino Hernán Crespo no cargo. Na estreia dele, o time empatou por 1 a 1 com o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), no estádio do Morumbi, na capital paulista.

Para cima