Esportes

Equipe do Pato Basquete é a Fair Play do NBB

O reconhecimento da equipe como a Fair Play foi uma grata surpresa para os dirigentes do Pato Basquete - Arquivo Diário do Sudoeste

A festa dos melhores do NBB 2019/2020, apresentada por Budweiser, foi marcante. Na noite da última sexta-feira (10), o evento de premiação da temporada foi marcado pela experiência multiplataforma de transmissões no Facebook e no Twitter na primeira festa online da liga na história.

A equipe do Pato Basquete foi eleita como a Fair Play (mais disciplinada da competição), uma grata surpresa para os dirigentes. “Eu não esperava porque muitos times disputam há anos a competição. Foi uma grata surpresa a equipe do Pato Basquete na sua primeira temporada ser eleita a Fair Play do NBB. Toda premiação a gente fica feliz pelo trabalho reconhecido”, disse Marcello Pastorello, presidente do Pato Basquete.

 A melhor defesa foi a do Flamengo, com 77,13 pontos por jogo e o melhor ataque do São Paulo FC, com 88,7 pontos por partida. Já as premiações individuais dos melhores do NBB 2019/2020 foram marcadas pelo domínio de Georginho, destaque do São Paulo FC, que encerrou a festa com cinco troféus, sendo um deles o tão cobiçado Troféu Wlamir Marques de King of The Season (MVP), oferecido pela Budweiser. Ele se tornou o atleta mais jovem da história a ser eleito MVP do NBB (24 anos). Além disso, ainda foi eleito como armador do ano e jogador que mais evoluiu. Também levou para casa os prêmios estatísticos de líder em rebotes e jogador mais eficiente.

Cestinha (Troféu Oscar Schmidt (oferecido pela Nike): Leandrinho Barbosa (Minas) – 20,1 pontos por jogo. Líder em rebotes: Georginho (São Paulo FC) – 8,7 rebotes por jogo. Líder em assistências: Pepo Vidal (Unifacisa) – 7,8 assistências por jogo. Líder em tocos: João Vitor (Unifacisa) – 1,5 tocos por jogo. Destaque jovem: Dikembe (Paulistano/Corpore). Estrangeiro do ano: David Jackson (Sesi Franca Basquete). Sexto homem do ano: Léo Demétrio (Flamengo). Técnico do ano: Guerrinha (Mogi das Cruzes Basquete). Defensor do ano: Alex Garcia (Minas Tênis Clube).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima