Esportes

Recuperado da covid-19, Matheus Henrique exalta vitória apertada do Grêmio

No duelo que fechou as disputas da rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira, o Grêmio venceu o Juventude por 1 a 0, em Porto Alegre. Agora, terá a vantagem de jogar pelo empate que mesmo assim irá avançar. Um dos destaques da partida foi o volante Matheus Henrique, que está recuperado da covid-19 e foi relacionado de última hora para a partida desta noite.

“Primeiro que fui pego de surpresa com a covid, mas no meu caso foi assintomático. Fui orientado pelos médicos diariamente. Não fiquei com meus companheiros. Fiquei 10 dias afastado. Tive acompanhamento diário, sabiam que o jogo hoje era importante. Foi difícil, fiquei sem fazer nada. Treinar em casa não é igual como no clube”, disse o jogador.

Matheus Henrique exaltou o triunfo gremista, apesar da atuação do Grêmio abaixo do esperado. “Importante é a vitória, valorizar a vitória. É decisão. Não importa que foi na nossa casa, contra o Juventude. Fomos os únicos mandantes a vencer na Copa do Brasil. Um gostinho que poderia ter feito um resultado maior. Mas é um resultado bom. Vamos com confiança total na volta, mas temos o Bragantino antes e queremos pontuar no Brasileiro” revelou.

A noite também foi especial para Isaque, autor do único gol do jogo. Ele fez questão de dividir os méritos da vitória com os companheiros, principalmente os de ataque, e dedicou o gol a sua namorada.

“Com certeza, fica fácil. Jogamos junto desde a base, ele (Pepê), Ferreira, Matheus. O Diego Souza passa tranquilidade para nós. Estou feliz com o gol. Agradeço a Deus, só ele sabe o que passei, assim como a minha família. Aproveitar e dedicar o gol para minha namorada, a Tainá, ela sabe porque”.

O Grêmio volta a campo na próxima segunda-feira, dia 2, quando encara o Red Bull Bragantino, às 20h, no fechamento da 19ª rodada do Brasileirão. Já o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil acontece na próxima quinta-feira, dia 5, às 21h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Para cima