Esportes

Rony admite que Palmeiras jogou em clima de ‘decisão’ após perda da Recopa

Destaque do Palmeiras na campanha do título da Copa Libertadores, Rony segue fazendo a diferença na competição. Nesta terça-feira, o atacante anotou os dois gols da vitória sobre o Defensa Y Justicia, na Argentina, e revelou que o time estava mordido após perder a Recopa Sul-Americana para os argentinos. Ele também agradeceu Luiz Adriano pelas duas assistências.

Independentemente de o Defensa Y Justicia ter muitos desfalques por causa da covid-19, o Palmeiras se preparou para o jogo com sentimento de vingança. Não admitia outro resultado senão a vitória para, além de encaminhar a vaga, mostrar que merecia melhor sorte na Recopa, pois é mais time.

Focado e ciente do que queria, o time brasileiro se portou como campeão para repetir os 2 a 1 que havia feito na ida daquela final. Na época, Rony fez um gol. Desta vez foram dois do “cara” da partida.

“A gente encarou a partida como uma decisão de poder classificar nosso time. Sabíamos da importância deste resultado”, afirmou o artilheiro da noite. “Uma vitória importantíssima para a sequência da competição. Estamos muito tranquilos e sabemos o que queremos. Estão todos de parabéns. Todos concentrados e focados na tarefa para fazer uma grande partida.”

Normalmente Rony é quem prepara as jogadas para Luiz Adriano definir. Desta vez atuaram com papéis trocados e o camisa 7 fez questão de reconhecer o trabalho eficaz do companheiro diante dos argentinos.

“Luiz Adriano é meu ‘irmãozão’. A gente sempre conversa que ali na frente temos de dar nosso 100%, 120%, temos de deixar o melhor para matar os jogos. Sempre conversamos antes dos jogos para quando tivemos chances matarmos”, revelou. “Está feliz pelas assistências e eu feliz pelos gols, por ter contribuído. Feliz por ele e por mim, também.”

Agora os titulares devem descansar no clássico contra o Santos, na quinta-feira, e também no domingo, diante da Ponte Preta, ambos pelo Campeonato Paulista, para estarem prontos para levar o time às oitavas de final da Libertadores contra o Independiente del Valle, terça-feira, no Equador.

Para cima