Sinoê quer usar experiência para ganhar títulos com o Pato Futsal

O pivô Sinoê chegou nesta semana em Pato Branco. Ele já deu uma volta na cidade na companhia da sua mulher e disse que não terá problema de adaptação, pois já morou na região. O experiente jogador afirmou que a expectativa é ganhar títulos com o Pato Futsal.

Sinoê falou que no ano passado o Pato Futsal não foi tão bem como esperava, mas nesta temporada a expectativa é muito grande de ganhar títulos, tendo uma equipe mesclada com juventude e experiência para tentar chegar no topo das competições. Ele é uma das apostas do técnico Sérgio Lacerda, entre os jogadores experientes que foram contratados. “Fico até feliz por essa confiança, por terem me contratado com esse peso da experiência. Eu o Cabreúva, o goleiro Alê Falcone e outros jogadores para tentar suprir um pouco a juventude e a ansiedade dos moleques que estão chegando. Sei que eles têm potencial, mas vai faltar um pouco da experiência. Acho que a mescla, o Lacerda como jogou sabe muito bem que é muito bom para a equipe. Agora é fazer uma boa pré-temporada e encaixar o time o mais rápido possível para tentar fazer um grande ano, já começando com o Estadual e a Liga Nacional”, destacou.

Com relação aos contatos feitos em anos anteriores pela diretoria do Pato Futsal, Sinoê revelou que teve duas oportunidades, mas na hora de bater o martelo não concluíam o contrato. “No ano passado fui procurado cedo e com a ajuda do Lacerda fui contratado. Foi bom para os dois lados e agora vou tentar mostrar a minha gratidão dentro de quadra, fazendo gols, pois fui contratado para isso e vou tentar fazer da melhor forma”, afirmou.

Rivalidade

Sinoê, quando defendia o Marreco, de Francisco Beltrão, tinha uma rivalidade com a torcida de Pato Branco. Ele disse que é grato ao Marreco, que o trouxe do Japão pagando uma multa alta, mas agora está no Pato Futsal. “A gratidão sempre vai existir, mas como eu sou profissional é como ter jogado em qualquer outra equipe. Prá mim o Marreco é uma página virada. Tenho gratidão, mas é como se fosse qualquer outra equipe. Sei da rivalidade, já joguei contra aqui, mas isso faz parte, hoje sou profissional e estou no Pato e vou dar o meu máximo como sempre. Só que vai ter aquele algo a mais, pois vão dizer jogou no Marreco, mas vou dar o meu melhor no Pato, fazer gols e me dedicar”, disse.

Para finalizar, Sinoê deixou um recado ao torcedor do Pato Futsal. “Torcedor pato-branquense pode esperar que a hora vai chegar. Nós vamos jogar e vou fazer gol no Marreco e vamos comemorar juntos, beleza”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

google.com, pub-3328565643923811, DIRECT, f08c47fec0942fa0