Agência antidoping italiana pede suspensão a 26 atletas do país

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Autoridades antidoping italianas anunciaram nesta quarta-feira (2) que pedirão que 26 atletas do país sejam suspensos por dois anos devido a violações e estão, em princípio, fora dos Jogos do Rio-2016.

Entre eles estão Fabrizio Donato, 39, bronze no salto triplo nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, Alex Schwazer, 30, campeão olímpico da marcha atlética 50 km em Pequim-2008, e Andrew Howe, 30, vice-campeão mundial da mesma prova em Osaka-2007.

Todos eles teriam, supostamente, falhado ao fornecer amostras de sangue e urina. A Organização Antidoping da Itália acusou os 26 atletas de “evasão, recusa e falha ao se submeterem a providenciar amostras biológicas”, segundo o jornal “Gazzetta dello Sport”.

As acusações ocorrem após uma investigação policial em Trento, no norte da Itália.

Nenhum dos atletas se pronunciou publicamente até a noite desta quarta.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima