Alemanha registra quase 1 milhão de pedidos de asilo em 2015

A Alemanha registrou 965 mil pedidos de asilo entre janeiro e o fim de novembro, informou nesta segunda (7) o ministro do Interior do país, Thomas de Maiziere.

O ministro ressaltou que o número real de requerentes de asilo deve ser menor que o registrado oficialmente, pois algumas pessoas se registraram duas vezes ou seguiram viagem para outros países.

O número anunciado nesta segunda-feira supera a previsão, anunciada pelo governo em agosto, de chegada de 800 mil refugiados e migrantes ao longo de 2015. O ministro não atualizou a estimativa oficial para o ano.

Em setembro, o vice-chanceler alemão, Sigmar Gabriel, elevou a previsão de chegada de requerentes de asilo para 1 milhão. Entretanto, de Maiziere manteve a previsão oficial em 800 mil para não estimular a vinda de ainda mais refugiados.

No ano passado, o país registrou 173 mil pedidos de asilo, o maior número da Europa.

De Maiziere notou a queda do ritmo de chegada de migrantes e refugiados nas últimas semanas. Segundo ele, foram registradas de 2.000 a 3.000 pessoas diariamente no último período, muito abaixo das 8.000 a 10 mil que costumavam chegar a cada dia no país anteriormente.

“Isso ainda não é uma virada [na situação], mas é um bom avanço”, declarou.

Segundo o ministro, a queda no fluxo de pessoas era esperada com a chegada do inverno na Europa, que dificulta travessias no Mediterrâneo e a locomoção no continente. Além disso, colaborou para a redução do ritmo de chegada de migrantes a postura mais ativa da Turquia, importante ponto de partida de refugiados no Oriente Médio, em controlar a saída de pessoas pelo mar.

A Alemanha é o principal destino dos milhares de migrantes e refugiados que, fugindo de conflitos armados e da pobreza em países na Ásia e na Áfricas, buscam asilo na Europa. Em 2015, o continente registrou seu maior influxo migratório desde o fim da Segunda Guerra.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima