Após Conmebol, Fifa também suspende volante Fred por um ano em caso de doping

O volante Fred, do Shakhtar Donetsk, foi suspenso pelo Comitê Disciplinar da Fifa por um ano devido ao teste positivo para doping durante a disputa da Copa América, no Chile, no ano passado, quando ele defendeu a seleção brasileira. A punição é retroativa a 27 de junho de 2015. Assim, ele poderá voltar a campo no segundo semestre deste ano.

A Conmebol já havia punido Fred pelo período de um ano, mas a suspensão só era válida para competições organizadas pela entidade. Com a decisão da Fifa, o volante agora não poderá disputar nenhum jogo – nem mesmo amistosos – em qualquer país do mundo.

Com a nova punição, Fred está fora da disputa da Copa América do Centenário, que será realizada nos Estados Unidos entre os dias 3 e 26 de junho, e fica com sua vaga na seleção que disputará os Jogos Olímpicos do Rio ameaçada, já que não poderá atuar até o fim de junho. Ele completará 23 anos no próximo mês.

À época do exame, Fred foi flagrado pelo uso de hidroclorotiazida, um diurético usado para controle de doenças como hipertensão e insuficiência cardíaca. O medicamento é considerado doping porque pode mascarar outra substância ilegal.

Na época da divulgação do doping, Fred se defendeu, negando qualquer irregularidade. “Confio na minha inocência e vou provar isso perante os órgãos competentes. Tenho uma trajetória limpa no futebol e conto com o apoio de todos”, disse.

A CBF, por sua vez, informou naquela ocasião que nenhuma substância que poderia se constituir doping foi receitada ao jogador enquanto ele esteve na seleção brasileira, que Fred defendeu em duas partidas da Copa América do ano passado – vitória por 2 a 1 sobre o Peru e derrota por 1 a 0 para a Colômbia. A divulgação do doping ocorreu apenas depois do fim da competição continental.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima