Após decepção nos 100 m, Cesar Cielo abandona seletiva olímpica nacional

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Horas após ficar em 11º lugar nos 100 m livre na primeira seletiva olímpica nacional nesta sexta-feira (18), em Palhoça, Cesar Cielo abandonou a competição.

Ele decidiu não disputar os 50 m livre, prova que ocorre neste sábado (19). O paulista é recordista (com a marca 20s91), obtida há seis anos e conquistou títulos mundiais da distância em 2009, 2011 e 2013.

A seletiva olímpica em Santa Catarina era a primeira competição que Cielo disputava desde agosto, quando deixou o Mundial de Kazan, na Rússia, ao alegar inflamação no ombro esquerdo. Após ficar inativo por dois meses, à base apenas de fisioterapia, ele retomou os treinos em outubro. Em setembro, viu o nascimento de seu filho, Thomas, com a modelo gaúcha Kelly Gisch.

Em entrevista à reportagem, seu técnico, Arilson Silva, disse que ele voltaria “pronto para dar porrada”.

No primeiro dia em Palhoça, na quarta-feira (16), Cielo teve um bom desempenho no revezamento 4 x 50 m de sua equipe, o Minas Tênis Clube. Com uma passagem de 21s44, liderou o time à medalha de ouro.

As maiores expectativas, porém, estavam relacionadas às suas provas individuais, nos 50 m livre e 100 m livre.

Nesta sexta-feira (18), ele disputou os 100 m e com a marca de 49s55 ficou longe dos oito melhores, que nadariam novamente a distância à tarde -foi o 11º.

Poucas horas depois, seu médico, Gustavo Magliocca, confirmou que ele optou por abandonar o evento. A motivação é técnica.

Cielo terá, agora, apenas o Troféu Maria Lenk, de 15 a 20 de abril, no Rio, para tentar vaga nos Jogos Olímpicos de 2016. A competição ocorrerá dentro do estádio aquático olímpico.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima