Após destruição de mudas, MST bloqueia trecho da PR-473 em Quedas

Um grupo do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) continua fazendo manifestações em Quedas do Iguaçu. Após causarem prejuízos no viveiro de mudas da Araupel, os integrantes do MST bloquearam na manhã dessa quarta-feira (9) a PR-473 km 54 no trecho que liga Quedas do Iguaçu a São Jorge D’Oeste.

Conforme o comandante da 6ª Companhia da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), tenente José Batista dos Santos, os manifestantes usaram diversos pedaços de madeira para bloquear a rodovia. Eles também teriam invadido mais duas fazendas. Policiais rodoviários foram ao local e negociaram com os integrantes do MST, que passaram a liberar a pista a cada meia hora e depois a rodovia foi totalmente liberada ao meio-dia.

Araupel

Um grupo de integrantes do MST destruiu cerca de 1,2 milhão de mudas de pinos que estavam sendo preparadas para o plantio em uma área de reflorestamento da Araupel, em Quedas do Iguaçu. De acordo com empresa, o ataque ocorreu na madrugada dessa terça-feira (8) e causou um prejuízo de R$ 5 milhões.

Em nota, a Araupel, sustenta que mais uma vez foi vítima de atos de vandalismo por parte de um grupo de criminosos que se intitula MST.

Embora todos os setores da segurança pública tenham sido avisados previamente pela empresa, que forneceu dia e local da invasão programada, nenhuma ação preventiva foi tomada em favor da Araupel, que já amarga 35 milhões de reais em prejuízos desde a nova onda de invasões que começou em maio de 2014. Na destruição de um milhão e quatrocentas mil mudas, haviam  exemplares de ipê roxo, ipê amarelo, ipê branco, pitangueira e cedro, árvores nativas anualmente distribuídas gratuitamente à população.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima