Ataques dos EUA destroem estação de rádio do Estado Islâmico no Afeganistão

Ataques aéreos dos EUA no distrito de Achim, uma região remota do Afeganistão, destruíram uma estação de rádio operada pelo grupo Estado Islâmico, disseram autoridades norte-americanas e afegãs nesta terça-feira.

A “Voz do Califado” – rádio operada pelo Estado Islâmico, perto da fronteira com o Paquistão – foi destruída por dois ataques aéreos dos EUA, de acordo com um oficial dos EUA, que falou sob condição de anonimato porque não estava autorizado a falar com a mídia sobre o assunto.

Em uma declaração oficial, o coronel do exército dos EUA Mike Lawhorn, porta-voz da missão dos EUA no Afeganistão, disse que as “forças dos EUA realizaram dois ataques aéreos contra o terrorismo no distrito de Achin”, na província de Nangarhar, na tarde de segunda-feira. Ele não forneceu mais detalhes.

A estação de rádio funcionava ilegalmente e espalhava mensagens extremistas do grupo, fazendo ameaças aos jornalistas na capital de Jalalabad e tentava recrutar jovens para a sua causa.

Autoridades afegãs acreditavam que a estação de rádio, que foi criada no final de 2015, operava com equipamentos móveis que permitia o grupo se mover facilmente para outro lado da fronteira montanhosa, o que ficava difícil de rastrear.

O porta-voz do governador de Nangarhar, Attaullah Khogyani, disse que os ataques também mataram 21 membros do Estado Islâmico, incluindo cinco que estavam trabalhando na estação de rádio.

O rádio é o meio de comunicação mais forte no Afeganistão, onde a maioria das pessoas não têm televisão e apenas 10% da população tem acesso à internet. Por outro lado, quase todo mundo tem acesso a rádio, com cerca de 175 estações operando em todo o país. Fonte: Associated Press.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima