Azevêdo: coronavírus pode reduzir previsão de crescimento, mas é cedo para aferir

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, afirmou que o coronavírus pode reduzir a previsão do crescimento global, mas que ainda é cedo para medir o impacto do problema na expansão da economia mundial. Em entrevista à rádio CBN na manhã desta terça-feira, 28, Azevêdo disse que, por enquanto, há apenas especulação dos economistas apontando revisão para baixo dos números.

“Tem muito de especulação, alguns mais apocalípticos apostam numa queda maior”, disse o diretor-geral da OMC, que classificou a retração nas bolsas como “um movimento de apostas”. Para ele, “é difícil usar o mercado como indicador do impacto na economia mundial”. Por fim, Azevêdo ponderou que a organização deve esperar novas estimativas de crescimento econômico para basear suas expectativas sobre o impacto do vírus.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima