Barcelona busca acordo com Justiça para encerrar caso Neymar

SÃO PAULO, SP, 10 de março (Folhapress) – Representantes do Barcelona procuraram a Justiça espanhola para costurar um acordo e encerrar as investigações sobre a sonegação de impostos na contratação de Neymar.

O documento serviria como uma confissão de culpa do clube catalão, que teria de pagar uma multa, mas não seria julgado por crime fiscal.

apenas o ex-presidente Sandro Rosell, que renunciou ao cargo em janeiro, quando as suspeitas de fraude fiscal vieram à tona, continuaria sendo investigado.

Em fevereiro, Barcelona fez uma retificação em sua declaração de impostos e pagou mais 13,5 milhões de euros (R$ 44 milhões) ao Fisco espanhol pelo negócio.

A decisão foi tomada depois que a promotoria espanhola passou a considerar que o clube deixou de declarar 38 milhões de euros (R$ 124 milhões) que foram repassados a empresas ligadas a Neymar.

O valor é tratado pela Justiça como salário e, portanto, deveria ser tributado. O Barcelona alegava que essa quantia está relacionada a comissões e acordos comerciais com o atleta.

Ao contrário do clube, o jogador não foi indiciado, pois no momento da contratação tinha a condição de “não residente”. Desta forma, a obrigação de pagar os impostos cabia exclusivamente ao pagador, o time catalão.
 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima