Boca Juniors demite Arruabarrena e poderá ter Schelotto como novo técnico

O Boca Juniors anunciou nesta terça-feira a demissão do técnico Rodolfo Arruabarrena, que deixa o clube três dias após a derrota por 1 a 0 para o Racing, fora de casa, pelo Campeonato Argentino. E um outro ex-jogador do clube, Guillermo Barros Schelotto, figura como principal candidato a assumir o posto, embora Jorge Sampaoli, ex-técnico da seleção chilena, também tenha sido apontado como opção para o cargo pela imprensa argentina.

A demissão de Arruabarrena acabou sendo decidida em comum acordo com a diretoria do Boca, que confirmou o ex-zagueiro do time Rolando Schiavi como treinador interino do time para novo duelo diante do Racing, nesta quarta, desta vez pela Copa Libertadores, e para o clássico de domingo diante do River Plate, pelo Argentino.

“Este é um desses dias tristes e difíceis”, afirmou o presidente do Boca, Daniel Angelici, ao anunciar a demissão de Arruabarrena, em um breve encontro com a imprensa nas instalações do clube. Tanto o dirigente quanto o técnico falaram de forma rápida e não aceitaram responder perguntas dos jornalistas.

“Respeito a decisão do presidente. Sempre estarei agradecido a este clube”, afirmou o técnico, pouco antes de se despedir do elenco de jogadores que dava início ao treino realizado na manhã desta terça e com quem compartilhou os últimos 18 meses de trabalho à frente da equipe.

“Já tínhamos falado que me sentia com força (para seguir no cargo), mas é o presidente que tem de tomar decisões. Quero agradecer aos meus jogadores pela lealdade e o compromisso que tiveram neste um ano e meio, deram a cara por este clube”, ressaltou Arruabarrena, que foi campeão argentino e da Copa Argentina no ano passado. Ao total, ele comandou a equipe em 75 jogos, nos quais acumulou 47 vitórias, 13 empates e 15 derrotas.

Mas, apesar dos números gerais positivos, pesava contra o treinador os resultados diante dos outros principais clubes da Argentina: River, Racing, Independiente e San Lorenzo. Ele só conseguiu ganhar três de 15 clássicos e perdeu nove deles, além de ter sido eliminado pelo River na edição passada da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima