Caixa quer renovação, mas Corinthians espera mais do que os R$ 30 mi atuais

Dassler Marques

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Caixa Econômica Federal sinalizou ao Corinthians que vai se manter como principal patrocinadora do uniforme por mais uma temporada. A parceria teve início em 2012 e o atual contrato termina ao fim de janeiro de 2016.

Em contato recente com dirigentes do banco estatal em Brasília, o superintendente de futebol Andrés Sanchez teve o “ok” a respeito da manutenção da marca.

Para a direção corintiana, desde o início do ano, essa renovação era tratada como muito provável. O que está em discussão e ainda deve ser negociado é justamente o valor do acordo.

Na avaliação do Corinthians, os R$ 30 milhões atualmente pagos pela Caixa por temporada deveriam ser reajustados. Em 2014, o então departamento de marketing se esforçou para convencer dirigentes do banco sobre uma renegociação, mas não houve avanços. Desta vez, a intenção de Andrés e do marketing corintiano é bater o pé por um valor maior.

Para os dirigentes corintianos, o principal parâmetro para esse valor é o acordo entre a Caixa e o Flamengo, que recebe R$ 25 milhões apenas pelo maior espaço no peito da camisa. O Corinthians recebe R$ 30 milhões, mas também cede ao banco um espaço na parte traseira.

No início do próximo ano, o Corinthians deve intensificar reuniões para fechar os últimos espaços vagos no uniforme. O clube já tem Klar, na camisa, e Special Dog, no calção, como propriedades confirmadas. Existe a possibilidade grande de vender mais um espaço no meião e outro na camisa.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima