Campeão em Indian Wells, Djokovic tem quase o dobro dos pontos de Murray

Novak Djokovic está cada vez mais disparado na liderança do ranking mundial do tênis. A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) divulgou nesta segunda-feira a atualização da lista mostrando o sérvio com praticamente o dobro de pontos do segundo colocado, Andy Murray. Djokovic soma 16.540 pontos, contra 8.370 do segundo colocado – o dobro seria 16.740.

Pentacampeão em Indian Wells – tricampeão consecutivo -, Djokovic manteve a pontuação que tinha na última atualização da lista, mas viu Murray cair. O britânico, que havia sido semifinalista na edição passada, desta vez caiu na terceira rodada e não conseguiu defender seus pontos.

A sorte de Murray foi que Roger Federer não jogou em Indian Wells e, por isso, perdeu a oportunidade de encostar e até tomar o segundo lugar do ranking. Agora a diferença entre eles é de 675 pontos, contra 380 na última atualização.

Semifinalista, Rafael Nadal manteve o quinto lugar, ainda longe de ameaçar Stan Wawrinka – são certa de 1.500 pontos de diferença entre eles. Da mesma forma, o espanhol tem boa folga sobre o japonês Kei Nishikori e o checo Tomas Berdych, respectivamente sexto e sétimo.

A primeira mudança no ranking pelos resultados de Indian Wells foi no 11.º lugar, com o croata Marin Cilic ganhando uma posição. Logo abaixo dele, em 12.º, aparece o canadense Milos Raonic, vice-campeão do Masters 1.000 e que comemora a subida de duas posições. O norte-americano John Isner perdeu um posto e o austríaco Dominic Thiem, dois.

Agora no 35.º lugar do ranking, Thomaz Bellucci perdeu duas posições ao ser eliminado logo na estreia em Indian Wells. Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, subiu 10 postos e se aproximou do Top 100, em 104.º lugar, graças ao vice-campeonato do Challenger de Santiago, no Chile, há duas semanas, mas só agora computado. André Ghem caiu 18 posições e aparece em 172.º, ainda à frente de Guilherme Clezar, o 187.º, que perdeu 14 postos.

DUPLAS – Marcelo Melo segue na liderança no ranking de duplas apesar da frustrante derrota na estreia de Indian Wells. Com 7.680 pontos, ele já vê a aproximação do britânico Jamie Murray, parceiro de Bruno Soares, que tem 7.505.

Soares, aliás, subiu para o oitavo lugar depois de alcançar as quartas de final em Indian Wells. Com 5.340 pontos, se aproximou do sétimo colocado, o francês Nicolas Mahut, que tem 240 a mais. Mas o brasileiro ainda aparece mais de 1.000 pontos atrás do pelotão do terceiro ao sexto colocados, que tem o romeno Horia Tecau, o holandês Jean-Julien Rojer e os americanos Bob e Mike Bryan.

Confira os 20 primeiros colocados do ranking da ATP:

1.º – Novak Djokovic (SER), 16.540 pontos
2.º – Andy Murray (GBR), 8.370
3.º – Roger Federer (SUI), 7.695
4.º – Stan Wawrinka (SUI), 6.405
5.º – Rafael Nadal (ESP), 4.990
6.º – Kei Nishikori (JAP), 4.070
7.º – Tomas Berdych (RCH), 3.810
8.º – David Ferrer (ESP), 3.505
9.º – Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 3.130
10.º – Richard Gasquet (FRA), 2.795
11.º – Marin Cilic (CRO), 2.725
12.º – Milos Raonic (CAN), 2.650
13.º – John Isner (EUA), 2.585
14.º – Dominic Thiem (AUT), 2.510
15.º – David Goffin (BEL), 2.290
16.º – Gael Monfils (FRA), 2.130
17.º – Kevin Anderson (AFS), 2.020
18.º – Roberto Bautista Agut (ESP), 1.935
19.º – Gilles Simon (FRA), 1.810
20.º – Bernard Tomic (AUS), 1.670
35.º – Thomaz Bellucci (BRA), 1.200
104.º – Rogério Dutra Silva (BRA), 558
172.º – André Ghem (BRA), 332
187.º – Guilherme Clezar (BRA), 286
204.º – Thiago Monteiro (BRA), 250
239.º – João Souza (BRA), 224

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima