Chefe da natação critica comentários sobre política de Joanna Maranhão

ITALO NOGUEIRA, ENVIADO ESPECIAL
TORONTO, CANADÁ (FOLHAPRESS) – O chefe de equipe de natação brasileira nos Jogos Pan Americanos, Ricardo de Moura, afirmou nesta quinta-feira (9) que os comentários políticos feitos pela nadadora Joanna Maranhão podem tirar o foco da atleta da competição.
Maranhão criticou a proposta de redução da maioridade penal e afirmou que não representará simpatizantes dos deputados Marcos Feliciano (PSC-SP), Jair Bolsonaro (PP-RJ), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do pastor Silas Malafaia no Pan de Toronto.
Para Moura, o atleta no momento do Pan “é diferente” e deve focar a competição.
“Eu só questiono o momento. O atleta precisa de foco para dar resultado. Ele tem que ver se o que ele está fazendo vai tirar o seu foco. Porque assim vai estar dando um tiro no seu próprio pé. Às vezes essa opinião se volta contra ele, e ele não percebe isso”, disse Moura, na Vila dos Atletas.
Ele disse, contudo, que não vai conversar com Maranhão quando ela chegar a Toronto. Moura afirmou que não pretende criar mais pressão sobre a nadadora.
“Já tem pressão suficiente para não precisa de mais. Não vou conversar com ela sobre isso porque não é um assunto nosso”, disse Moura.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima