Ciclistas de Pato Branco encaram desafio de 630 quilômetros

Pegar a estrada rumo às tão sonhadas férias. É o que milhares de pessoas fazem em todo o país, por rodovias que ligam ao litoral. Mas há uns poucos, e loucos por aventura, que preferem sair do lugar comum e viajar de forma diferente.

Em Pato Branco, os empresários Luiz Felipe Santos, Geovani Santos e Wainer Nogueira, integrantes do Quebra-freio Bike Clube, decidiram encarar o desafio de percorrer 630 quilômetros com destino a Itapema, em Santa Catarina.

Divulgação
Grupo de integrantes do Quebra-freio, de Pato Branco, festeja os mais de 600 quilômetros de bicicleta

Os amigos saíram de Pato Branco no sábado, dia 19, às 7h30. E não foi uma saída qualquer: teve chuva forte para embalar o início do que se pode chamar de cicloturismo. Saímos de Pato Branco embaixo de chuva, e chegamos a nossa primeira parada, no Horizonte, também com chuva, contou Luiz Felipe Santos.

Do Horizonte até Canoinhas, o tempo continuou estável, com pancadas de chuva e alguns pontos de estiagem. Somente de Canoinhas a São Bento do Sul a precipitação deu uma trégua e o grupo conseguiu pedalar com a companhia do sol. Segundo Luiz, o mau tempo dificulta a viagem e atrasa os planos. Porém, é preciso lidar bem como os imprevistos.

Como não estávamos dispostos a parar em postos de gasolina, e queríamos mesmo dormir em hotéis para descansar, tínhamos que pedalar em qualquer situação. Um dia atravessamos e pedalamos até às 22h.

Luiz disse que essa é a primeira vez que o grupo de amigos encarou uma viagem tão longa com os pedais. Já tinham experimentado percursos de 260 quilômetros, que durava um dia apenas. Mas dessa vez, até Itapema, litoral de SC, fizeram uma média de 100 quilômetros diários.

Recompensa

Numa viagem dessas não é possível contar apenas com a sorte, declarou Luiz. Por isso, a preparação física dos três amigos começou há seis meses. É uma viagem longa, e para poucos.

E se tanto sacrifício valeu a pena, os ciclistas não têm nenhuma dúvida. Durante as pedaladas, os amigos puderam apreciar lugares que já tinham passado antes, de carro. Mas que dessa vez, de bike e bem de perto, puderam realmente conferir a beleza da natureza.

A entrevista que Luiz concedeu ao Diário do Sudoeste foi por telefone, em cima da bicicleta, na quarta-feira, dia 23. Enquanto conversava e contava um pouco da aventura em duas rodas (neste caso, em seis), informou que faltava pouco para chegar ao destino. Naquele momento, passavam por Balneário Camboriú e pegariam a rodovia para Itapema. Em uma hora estariam lá, para comemorar o Natal com amigos e familiares.

Viagem completa com sucesso, o grupo ficará dez dias no litoral e voltará de carro ao Sudoeste, em Pato Branco. Por enquanto a viagem de ida está bom, brincou Luiz.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima