Clube recebe aval de Bauza e vai conversar com Lugano

GUILHERME PALENZUELA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A diretoria do São Paulo já tem conhecimento de que o argentino Edgardo Bauza, técnico que comandará o time em 2016, aprova a contratação do zagueiro uruguaio Diego Lugano, 35. Segundo apurou a reportagem, a cúpula são-paulina ainda quer conversar com o treinador pessoalmente sobre o tema e já se prepara para falar diretamente com Lugano para saber se ele de fato tem interesse em voltar ao Morumbi.

Diego Lugano não voltou ao São Paulo em 2014 ou 2015 porque Juan Carlos Osorio e Muricy Ramalho últimos técnicos que tiveram tal oportunidade não aprovaram a contratação. Osorio, na ocasião, até viajou ao Paraguai, para explicar a decisão ao zagueiro uruguaio, que atualmente defende o Cerro Porteño.

Até a contratação de Edgardo Bauza o departamento de futebol do São Paulo não estava convencido se, tecnicamente, a contratação de Lugano seria positiva para 2016. O departamento comandado pelo vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro levava em consideração a opinião de Juan Carlos Osorio, que explicou que o zagueiro de 35 anos não poderia acompanhar o sistema de jogo de altíssima pressão, ofensivo, que ele propunha. Com Bauza, porém, as ideias de futebol são outras e mais conservadores.

?É uma análise que está sendo feita e deverá trazer um resultado próximo. O que o são-paulino quer não é exatamente o Lugano no campo, é o Lugano como símbolo. Depende do Bauza, claro que depende, e eu já teria ouvido dizer que ele não é contrário. Até porque o Bauza, uma colocação que ele fez ao Gustavo, foi a questão da liderança. O São Paulo tem lideranças em potencial, não tem liderança efetiva?, disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em entrevista à Jovem Pan nesta segunda-feira.

?Lugano é uma das figuras maiores de nossa história. Certamente não é o mesmo jogador que foi há dez anos atrás, mas mostrou o outro dia o quanto é querido e o quanto está preparado. É uma figura mítica na história do São Paulo e a torcida insiste em que ele volte, e nós não estamos alheios a isso. É uma análise que estamos fazendo, é possível e o São Paulo não está parado quanto a isso?, completou.

?Vou conversar com o presidente Leco e com o Bauza sobre isso. A chance existe?, disse Ataíde Gil Guerreiro à rádio Bandeirantes, nesta segunda-feira, ao ser questionado sobre Lugano.

O presidente o Leco é favorável ao retorno de Diego Lugano desde sempre e ainda mais agora. Na reta final do Brasileiro o dirigente entrou em cena para falar pela instituição após a goleada por 6 a 1 sofrida diante do arquirrival Corinthians e afirmou que nem todos os jogadores do elenco partilhavam do mesmo comprometimento com o clube. Para Leco, segundo afirmado por membros da diretoria à reportagem, o exemplo necessário no vestiário é Lugano.

Bauza já sinalizou positivamente sobre um possível retorno de Lugano. O técnico de 57 anos foi zagueiro, defendeu a seleção argentina e monta seus times baseando o esquema tático a partir de uma defesa sólida. Tem característica de trabalhar com jogadores experientes: em 2015, o San Lorenzo comandado por ele teve o zagueiro colombiano Mario Yepes, de 39 anos, como titular.

A próxima etapa, agora, é conversar com Lugano para saber se ele realmente quer romper o contrato com o Cerro Porteño e voltar ao São Paulo, e se está disposto a aceitar o que o clube pode pagar: hoje Lugano recebe o equivalente a valor próximo de R$ 300 mil no Paraguai, que é considerado o teto salarial no Morumbi para 2016.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima