Com 3 gols de Lucas Pratto, líder Atlético-MG bate o São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O São Paulo foi a Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG, líder do Campeonato Brasileiro, e viu a estrela do atacante Lucas Pratto brilhar. O argentino fez todos os gols do time mineiro na vitória do líder por 3 a 1.
Com o resultado, os comandados de Levir Culpi chegam a 35 pontos e estão garantidos na liderança do campeonato por ao menos mais uma rodada, pois mantêm a vantagem de dois pontos em relação ao Corinthians, que bateu o Vasco por 3 a 0.
Já o São Paulo permanece com 27, na quinta colocação, mas o time tricolor pode perder posições após o complemento da rodada no final de semana.
A partida começou com o São Paulo marcando no campo de ataque e essa pressão rendeu uma oportunidade logo aos 5 minutos. Luis Fabiano recebeu na intermediária e arriscou da entrada da área para excelente defesa de Victor, que espalmou para escanteio.
O Atlético-MG respondeu na mesma moeda, aos 7 minutos. Cárdenas recebeu na ponta direita, cortou para o meio e arriscou de pé esquerdo para defesa segura de Rogério Ceni.
O time tricolor voltou a chegar com perigo em avançada de Alexandre Pato pela esquerda, aos 9 minutos. O camisa 11 invadiu a área e cruzou rasteiro, a bola foi desviada na primeira trave e sobrou para Luis Fabiano que tocou no canto esquerdo. A bola resvalou em Marcos Rocha e saiu para escanteio.
O São Paulo teve nova chance de abrir o marcador aos 17 minutos. Alexandre Pato recebeu na área, mas bateu fraco e facilitou a defesa de Victor.
No ataque seguinte, aos 19, quem teve a oportunidade foi o Atlético-MG. Marcos Rocha cruzou na área e Lucas Pratto desviou. Rogério Ceni ainda conseguiu a defesa parcial, mas a bola bateu em Pratto e foi para o fundo do gol.
O Atlético conseguiu o segundo gol aos 25 minutos. Em contra-ataque pela esquerda, Giovanni Augusto foi lançado nas costas de Toloi e cruzou na primeira trave para o centroavante Lucas Prato chegar antes de Lucão e desviar para o gol.
Em bola levantada na área, o São Paulo quase conseguiu descontar, aos 37 minutos. Reinaldo fez o cruzamento, Luis Fabiano subiu com a zaga e a bola sobrou para Alexandre Pato, que bateu forte e Victor fez excelente defesa.
A equipe mineira chegou ao terceiro gol ainda na etapa inicial, aos 43 minutos. Hudson errou na saída de bola, que foi dominada por Giovanni Augusto e lançada para Lucas Pratto. O argentino amorteceu no peito e conclui para as redes, sem chances para Rogério Ceni.
Na volta do intervalo, o São Paulo conseguiu chegar com perigo aos 10 minutos. Centurión cruzou da direita e Luis Fabiano cabeceou por cima do gol.
O time paulista chegou novamente com Luis Fabiano de cabeça. Ganso cobrou falta na direita e o camisa 9 desviou para ótima defesa de Victor, aos 13 minutos.
No ataque seguinte, ainda aos 13 minutos, Ganso recebeu na meia direita e cruzou na segunda trave para Alexandre Pato subir mais que Marcos Rocha e cabecear para vencer o goleiro Victor.
O Atlético voltou a chegar com perigo aos 31 minutos. Lucas Pratto recebeu nas costas da zaga, fintou Rogério e rolou para o gol, mas o assistente assinalou a posição irregular.
Aos 39 minutos, o Atlético voltou a chegar com perigo, após troca de passes na direita e cabeceio de Marcos Rocha. Rogério Ceni pulou no cato esquerdo e fez ótima defesa.
Já nos acréscimos, o São Paulo quase marcou com segundo, com o meia Boschilia, que arriscou da entrada da área e Victor espalmou para escanteio.
ATLÉTICO-MG
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Giovanni Augusto (Josué), Cárdenas (Carlos) e Thiago Ribeiro (Danilo Pires); Lucas Pratto
T.: Levir Culpi
SÃO PAULO
Rogério Ceni; Rafael Toloi, Rodrigo Caio e Lucão; Thiago Mendes, Hudson (Centurión), Ganso e Reinaldo (Auro); Michel Bastos, Luis Fabiano (Boschilla) e Pato
T.: Juan Carlos Osorio
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Público: 47.606
Renda: R$ 1798.010,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Gols: Lucas Pratto, aos 19, 26 e 44 min do 1º tempo; Pato, aos 15 min do 2º tempo
Cartão amarelo: Thiago Mendes (S)

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima