Com 4 de Suárez e 3 de Messi, Barça humilha o Valencia pela semi da Copa do Rei

A 27 jogos sem perder, o Barcelona segue irresistível. Nesta quarta-feira, o time catalão recebeu o Valencia no Camp Nou na partida de ida da semifinal da Copa do Rei e atropelou, goleando por 7 a 0, com quatro gols de Suárez e outros três de Messi. Neymar deu duas assistências, perdeu um pênalti, mas deixou o jogo consagrado por lindo drible de calcanhar por entre as pernas do marcador.

Logo aos 6 minutos, Neymar carregou a bola pela meia-esquerda e abriu para Suárez, sozinho, bater na saída do goleiro. Cinco minutos depois, em jogada coletiva, Aleix Vidal recebeu lançamento quase na linha de fundo e deu de primeira para o uruguaio fazer mais um.

Em 12 minutos, o jogo estava decidido, com o Valencia entregue. O Barcelona queria mais e fez o terceiro aos 29, numa pintura. Iniesta tocou, Neymar resvalou de calcanhar, Suárez fez rápido corta-luz e, num piscar de olhos, a bola já estava com Messi, na casa do gol, para fazer o terceiro.

Nos acréscimos do primeiro tempo, Mustafi derrubou Messi na área e foi expulso. Na cobrança de pênalti, Neymar não tomou distância nenhuma, colocou a bola no canto esquerdo e acertou a trave.

O brasileiro vinha de um dia turbulento na terça-feira, mas não foi poupado por Luis Enrique. Na véspera da partida, Neymar não só depôs à Justiça da Espanha, que o acusa de fraude tributária, como teve acusação semelhante divulgada pelo Ministério Público Federal do Brasil.

Diante de um Valencia perdido, com um jogador a menos, Neymar esqueceu dos seus problemas, vendo Messi fazer o quarto, aos 13 do segundo tempo, e também o quinto, aos 19. Numa conta que considera dos gols em jogos oficiais pelo Barcelona e todas as partidas pelas seleções da Argentina a partir do sub-20, Messi chegou a 501 gols.

Apesar dos três gols só nesta noite, o cara do jogo não foi Messi, mas Suárez. O uruguaio fez o sexto, aos 38, e o sétimo, aos 43. O uruguaio e o argentino ainda fizeram de tudo para que Neymar também deixasse o dele, mas o brasileiro não conseguiu aproveitar as muitas oportunidades criadas para ele.

Com um “rolinho” e um chapéu, além de dribles ousados, Neymar provocou o Valencia e chegou a reclamar que um rival “falava muito”. Na volta, daqui a uma semana, no Mestalla, pode ser poupado. O Barcelona só não vai para a terceira final seguida da Copa do Rei se levar de seis, algo que parece bastante improvável.

É possível que, na quarta-feira que vem, o Valencia já não seja mais comandado por Gary Neville. O treinador britânico ainda não venceu pelo Campeonato Espanhol (são cinco empates e três derrotas), viu a equipe cair na Liga dos Campeões e agora também na Copa do Rei.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima