Com duas atletas, brasileiras voltam ao pódio após 5 anos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Com duas atletas no pódio, Sueli Pereira da Silva, em quarto lugar, e Joziane Cardoso, em quinto, as brasileiras conquistaram nesta 91ª edição da Corrida de São Silvestre a melhor posição para corredoras do país na prova nos últimos cinco anos.

Em 2010, Simone Alves da Silva chegou em segundo lugar atrás da queniana Alice Timbilili. Outra brasileira, Cruz Nonata da Silva, chegou em quarto.

Nos anos seguintes, nenhuma brasileira havia chegado ao pódio. As melhores posições foram Cruz Nonata da Silva (6º em 2011), Joziane Cardoso (8º em 2012), Sueli Pereira da Silva (6º em 2013) e Joziane Cardoso (8º em 2014).

Sobem ao pódio as cinco primeiras colocadas. Em todas as provas nesse período, a vencedora da competição foi uma corredora africana: três quenianas e duas etíopes. No ano passado, a vencedora foi a mesma Yimer Ayalew, do Quênia, que também triunfou este ano.

“Tentei ir junto com os quenianos até o final, mas foi muito emocionante chegar ao pódio, em quarto lugar. Quem sabe no que vem eu vença”, disse Sueli.

DE NOVO GIOVANI

Entre os homens, o melhor brasileiro foi de novo Giovani dos Santos, que chegou em quarto lugar, atrás de três corredores africanos.

Giovani também foi o melhor brasileiro na São Silvestre em 2014 (5º), 2013 (4º), 2012 (5º) e 2010 (4º). O Brasil não vence a prova desde 2010, com Marilson Gomes dos Santos.

De lá para cá, todos os vencedores foram africanos -três quenianos e um etíope (Edwin Kipsang, duas vezes).

“A emoção é muito grande, a São Silvestre é para poucos. Subir no pódio é bom, estou feliz com o que consegui”, afirmou em entrevista à TV Globo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima