Com show de mexicano, Castro fica fora do pódio do salto ornamental

ITALO NOGUEIRA, ENVIADO ESPECIAL
TORONTO, CANADÁ (FOLHAPRESS) – Em dia de show do saltador mexicano Rommel Pacheco, o brasileiro César Castro ficou de fora do pódio no trampolim de três metros. Ele terminou a disputa na 4ª posição
Castro acumulou 411,55 pontos nos seis saltos, e não chegou a ficar entre os três melhores em nenhuma das séries. O saltador fica fora do pódio após conquistar medalhas nas duas últimas edições do Pan. Ele obteve a prata na Rio-07 e bronze em Guadalajara-11
Ele atribuiu o resultado ao seu primeiro salto (duplo e meio revirado carpado), no qual recebeu uma nota abaixo das demais. O atleta contou que desequilibrou o ombro quando pulou, sem conseguir se recuperar totalmente até cair na água.
“Sempre começo a série com o salto que tenho mais confiança. E hoje ele não saiu tão bem. Saltos ornamentais é um esporte de muito detalhe. Tive que fazer uma prova de recuperação e consegui. Não deu para chegar na medalha, mas fiquei satisfeito”, disse o saltador.
O destaque da noite foi o México, que obteve as medalhas de ouro e prata. Pacheco ganhou com folga, mesmo tendo recebido notas baixíssimas no primeiro salto (de 6,0 a 4,5 dos sete julgadores). Nos saltos seguintes, ele recuperou a pontuação perdida e se distanciou dos adversário.
Pacheco terminou a série com 483,35 pontos, seguido do também mexicano Jahir Ocampo com 442,15 e o canadense Philippe Gagné, com 421,20.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima