Corinthians tem acordo com zagueiro, mas aguarda aval do Vasco

BRUNO BRAZ E DASSLER MARQUES

RIO DE JANEIRO, RJ, E SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Corinthians e o zagueiro vascaíno Luan têm acerto salarial encaminhado para uma transferência. Agora, o mais importante: uma negociação deve ser aberta pelo empresário Carlos Leite entre os dois clubes.

As partes esperam, nos próximos dias, conversar a respeito de valores. Além de ter longa parceria com o Corinthians, Leite também possui relação cordial com o presidente vascaíno Eurico Miranda.

Na avaliação do Vasco, Luan é atualmente o jogador com maior potencial de mercado. A multa rescisória do zagueiro é de quase R$ 20 milhões, mas os vascaínos possuem 55% dos direitos econômicos. O sucesso da negociação estará ligado à postura adotada por Eurico. Se ele exigir valor equivalente à multa rescisória, a operação se torna mais difícil.

Visto pela direção corintiana como o melhor zagueiro jovem disponível no mercado –o atleta faz 23 anos em maio–, Luan ganhará força se o Corinthians concretizar a transferência de um de seus titulares nesta janela de transferências. O favorito para ser vendido é Felipe, que mantém conversas com o Monaco-FRA.

Mas, segundo quem acompanha a negociação de perto, essa possibilidade esfriou recentemente. Ainda assim, o empresário Giuliano Bertolucci trabalha para tentar viabilizar a venda do jogador. Gil, valorizado por atuações pela seleção brasileira, também convive com sondagens.

Luan se tornou um alvo para o Corinthians depois de ter assinado com o empresário Carlos Leite. O acerto, segundo pessoas próximas ao zagueiro, visava justamente a viabilização de uma transferência em futuro próximo.

Pelo Instagram, a Carlos Leite Sports, que agencia a carreira de Luan, negou qualquer acerto. “Gostaríamos de informar ao público que não existe acerto salarial para uma possível transferência entre o atleta Luan, do Vasco da Gama, e o Corinthians.”

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima