Corinthians vence a Ponte e se aproxima dos líderes

JOÃO PAULO BENINI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Jogando com o apoio da sua torcida, o Corinthians enfrentou a Ponte Preta pela décima rodada do Brasileiro e venceu por 2 a 0, em Itaquera. O resultado leva o time do técnico Tite para a quinta colocação.
A vitória leva o Corinthians para a quinta colocação, com 19 pontos. O time tem a mesma pontuação do Atlético-PR, mas o saldo é inferior. Já a Ponte Preta permanece com 16, na oitava posição.
O Corinthians começou a partida controlando a posse de bola e tentando furar a marcação adiantada da Ponte Preta.
Logo aos 5 minutos, Malcom recebeu na esquerda e tocou para Vagner Love, que fez o pivô e rolou para a finalização do camisa 21. Marcelo Lomba espalmou para escanteio.
O Corinthians voltou a levar perigo ao gol campineiro aos 18 minutos. Jadson recebeu na meia direita e cruzou na área para o cabeceio de Renato Augusto. Marcelo Lomba defendeu com segurança.
A primeira chegada da Ponte Preta foi em bola área, aos 28 minutos. Renato Cajá cobrou falta na área e Diego Oliveira subiu mais que a zaga para cabecear. A bola passou perto da trave esquerda, com o goleiro Cássio batido no lance.
Aos 32 minutos, o Corinthians chegou novamente e teve duas oportunidades de abrir o placar. Malcom recebeu na área, fintou o zagueiro e bateu rasteiro. Marcelo Lomba fez a defesa parcial e, na sobra, Renato Augusto teve a chance de fazer o gol, mas Gilson se jogou na bola para tirar.
O gol corintiano saiu aos 40 minutos. Renato Augusto tocou para Elias na ponta direita. O volante rolou para o meio da área e Jadson bateu cruzado para vencer Marcelo Lomba.
Logo aos 2 minutos da etapa complementar, Josimar erra na saída de bola. Malcom toca para Jadson, que teve a chance de fazer o segundo. Ele bateu no canto direito e Marcelo Lomba desviou para escanteio.
A primeira chegada com perigo da Ponte foi aos 12 minutos. Diego Oliveira foi lançado na ponta esquerda, fintou o zagueiro Gil e bateu cruzado para Cássio espalmar e salvar o Corinthians.
Aos 14 minutos, novamente a Ponte quase empatou o jogo. Renato Cajá bate o escanteio muito fechado. Cássio teve que voltar para fazer a defesa e evitar um gol olímpico.
A Ponte teve outra oportunidade de igualar o placar aos 24 minutos. Gilson tocou para Biro Biro nas costas da zaga, ele fintou Cássio e bateu para o gol. Gil conseguiu salvar em cima da linha.
Aos 40 minutos, Gilson recebeu na intermediária, passou pela marcação e arriscou o chute. Cássio defendeu com segurança.
A última chance da Ponte Preta foi com Paulinho, aos 46 minutos. O atacante recebeu na entrada da área e arriscou o chute. Cássio se esticou e desviou para escanteio.
Já nos descontos, aos 50 minutos, Mendoza rolou para Renato Augusto na entrada da área. O meia tentou o passe para Vagner Love, mas Fernando Bob cortou. O volante da Ponte cochilou e foi desarmado por Vagner Love, que ficou com a bola e finalizou para o gol.
CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Elias (Ralf), Bruno Henrique (Danilo), Renato Augusto, Jadson e Malcom (Mendoza); Vagner Love
T.: Tite
PONTE PRETA
Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Josimar (Paulinho) e Renato Cajá; Felipe Azevedo (Cesinha), Biro Biro (Roni) e Diego Oliveira
T.: Guto Ferreira
Estádio: Itaquerão
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Gols: Jadson, aos 40 min do 1º tempo; Vagner Love, aos 50 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Jadson (C), Fernando Bob e Renato Cajá (P)
Renda: R$ 1.308.449,00
Público: 26.649 pagantes

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima