Correção: Atlético de Madrid vence no Bernabéu e tira Real da briga pelo título

A matéria enviada anteriormente continha um erro no título. Segue a versão corrigida:

Durante a fase “galáctica” do Real Madrid, o Atlético ficou longos 14 sem ganhar do maior rival, em qualquer competição ou estádio. Agora o jogo virou. Neste sábado o Real conheceu sua terceira derrota seguida para o Atlético no Santiago Bernabéu pelo Campeonato Espanhol. O francês Griezmann marcou o gol da vitória por 1 a 0 que tirou o Real Madrid da briga pelo título nacional.

Faltando 12 rodadas para o encerramento do Campeonato Espanhol, o Real está estacionado em 54 pontos. O Atlético de Madrid foi a 58, enquanto a liderança disparada segue com o Barcelona, que tem 63 e ainda joga por esta 26.ª rodada, contra o Sevilla, em casa, no domingo. Se vencer, o Barça abre 12 pontos sobre o Real. Os rivais se encontram no próximo dia 3 de março, no Camp Nou.

No clássico deste sábado, o Atlético Madrid usou a mesma tática que o permite comemorar três temporadas de invencibilidade na casa do Real Madrid no Espanhol, algo que nunca antes havia acontecido. Ao estilo Diego Simeone, a equipe alvirrubra se defendia bem e tentava um ataque fulminante.

O Real vinha invicto com Zinedine Zidane como treinador e queria acabar com o tabu. Só que furar a defesa uruguaia formada por José Giménez e Godín não é nada fácil. Tanto que o Real mal conseguia entrar na área. Arriscou um chute com Cristiano Ronaldo logo no primeiro minuto, teve umas outras chances no primeiro tempo, mas nada que impusesse respeito.

O Atlético chegava quando tinha chances, principalmente pelo lado direito do ataque, onde encontrava Danilo precisando jogando improvisado na lateral-esquerda em substituição a Marcelo, machucado.

Zidane não gostou da atuação do Real no primeiro tempo e arriscou no intervalo, trocando Benzema pelo jovem Borja Mayoral, formado nas categorias de base. Logo aos 2 minutos, Cristiano Ronaldo teve a melhor chance do jogo até então. Cara a cara com o goleiro Oblak, mandou cruzado, rasteiro, para fora.

Pouco depois, veio o castigo. Griezmann deixou Modric no chão com um giro e abriu para Filipe Luis. O lateral podia levantar na área, mas, de primeira, rolou para trás, devolvendo ao francês, que bateu firme, sem chances para Navas.

O gol deixou o Real Madrid ainda mais ansioso e o meio-campo do time, já ineficiente, parou de criar. Lucas Vázquez e Jesé substituíram James Rodríguez e Isco, mostrando que Zidane confia na base, mas não fizeram diferença.D

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima