Criciúma rejeita primeira oferta do Corinthians para compra de Lucca

DASSLER MARQUES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Apresentada ao Criciúma nos últimos dias, a proposta do Corinthians para adquirir o meia-atacante Lucca em definitivo foi rejeitada. Segundo o contrato de empréstimo do jogador, “talismã” de Tite no Campeonato Brasileiro, a prioridade de compra concedida aos corintianos expirou na última segunda-feira. Lucca está cedido pelo Criciúma até o fim do Campeonato Paulista de 2016.

Na avaliação da diretoria corintiana, os valores estipulados no contrato de empréstimo são difíceis de serem atingidos. Mas, segundo os investidores que possuem a maior parte dos direitos econômicos de Lucca, a oferta apresentada está aquém do esperado. Todos os números são guardados em sigilo.

“A diferença é grande. A gente espera que o Corinthians verá a importância que teve o Lucca em um grupo vitorioso. Ele teve uma parcelinha importante nisso. É um garoto com perfil”, diz Cláudio Gomes, representante do Grupo Angeloni.

Ex-presidente do Criciúma, Antenor Angeloni comanda o fundo investidor que tem direito a 65% dos direitos econômicos de Lucca. Além disso, o Cruzeiro tem direito a 35% da transferência. De acordo com Cláudio, a intenção do Corinthians é comprar 100% do atacante e assinar um novo contrato.

Mesmo sem prioridade, a direção corintiana confia no desejo de Lucca em permanecer e no bom relacionamento com Fernando Garcia, empresário do atacante.

Em pouco mais de dois meses no Corinthians, Lucca impressionou Tite e teve contribuições importantes a partir do banco de reservas. Depois de uma estreia decisiva no clássico com o Santos, anotou três gols e contribuiu com duas assistências. É, para os dirigentes, uma prioridade para 2016.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima