Cruzeiro anuncia saída de Damião, Júlio Baptista e mais dois

ENRICO BRUNO

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – Enquanto a situação do técnico Mano Menezes não é resolvida, a diretoria do Cruzeiro já começou a planejar o futuro dos jogadores. Nesta terça-feira (1), o time mineiro oficializou a saída de quatro deles. Ceará, Charles, Leandro Damião e Júlio Baptista não estarão no plantel em 2016.

Todos os quatro jogadores tinham vínculo com o clube até o final deste ano. No último domingo (29), o volante Charles chegou a marcar um gol de fora da área diante do Joinville, um dos seus 14 tentos em 141 jogos pelo Cruzeiro. A boa partida na despedida do Mineirão aumentou a expectativa para o prolongamento do contrato, o que não ocorreu. Vale lembrar ainda que o volante foi reintegrado ao plantel profissional no início desta temporada, após passar o ano de 2014 praticamente todo treinando em separado do grupo. Prata da casa, Charles deixa o Cruzeiro apenas com o título mineiro de 2008 na bagagem.

O futuro de Leandro Damião no clube, assim como o de Júlio Baptista, já era esperado. Apesar de ter sido artilheiro do time nesta temporada, com 18 gols em 48 jogos, o centroavante não rendeu o que a torcida esperava, mesclando atuações apagadas no time titular e chegando a ficar no banco em algumas partidas.

Júlio Baptista desembarcou em Belo Horizonte com status de ídolo e grande contratação no meio de 2013. Apesar de nunca ter se firmado como titular, o jogador teve participação nas duas conquistas do Brasileiro com o grupo de Marcelo Oliveira. Além das atuações irregulares, o meia sempre foi muito questionado por conta do seu custo-benefício, já que tinha um salário alto sem corresponder à altura dentro de campo, além de ficar um bom tempo parado por conta de lesão. Ao todo, disputou 62 jogos e marcou 17 gols.

Contratado em 2012, o lateral Ceará era quem mais vinha atuando no time nas últimas partidas, entrando em campo em 15 dos últimos 18 compromissos. No entanto, a idade avançada de 35 anos, além das frequentes lesões nos últimos meses, impediu que a diretoria optasse por continuar com o jogador. Ao todo, Ceará atuou por 133 vezes com a camisa do clube mineiro, marcando dois gols e conquistando três títulos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima