Danilo completa 100 jogos pela Chapecoense

Ídolo do torcedor, o goleiro Danilo terá uma quarta-feira especial, quando completa 100 jogos pela Chapecoense. Contratado em meio a grande campanha no Campeonato Brasileiro da Série B, em 2013, inicialmente para compor grupo, foi no ano seguinte que ele ganhou sequência e virou ídolo do torcedor. Nesta quarta-feira diante do Metropolitano, às 19h30, na Arena Condá, em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Catarinense, Danilo completa 100 jogos oficiais defendendo a meta alviverde.

Divulgação
O goleiro Danilo quer a vitória no seu centésimo jogo pela Chapecoense

Quando cheguei aqui, lembro que falei que buscaria meu espaço, era uma chance de crescimento para minha carreira. O titular era o Nivaldo, um cara acima da média, com toda a história maravilhosa no Clube, dentro e fora dos gramados. Me deu muita força e é um amigo que criei aqui. O Boião (Anderson Martins, preparador de goleiros) é outra pessoa fantástica, responsável também por essa marca que estou para atingir. Fico bastante feliz por chegar aos 100 jogos pela Chapecoense, graças a Deus com mais vitórias e sigo querendo trabalhar muito para fazer minha parte dentro de campo, analisou.

Por diversas vezes Danilo figurou em chamadas ‘Seleções da Rodada’, tanto na disputa estadual, como nacional, ao longo deste período. Sua estreia ocorreu diante do Icasa, em Juazeiro do Norte/CE, em 23 de novembro de 2013, na vitória por 2 a 1. De lá para cá foram 40 vitórias, 26 empates e 33 derrotas. Em 2014, logo na estreia dos catarinenses na Série A, teve grandes atuações e foi um dos principais responsáveis pela manutenção na elite.

O centésimo jogo era possível ter ocorrido inclusive em 2015, porém, uma lesão no ombro em fevereiro, lhe tirou de ação por cerca de dez semanas. Pois é, teve esse fato, algo inédito para mim. Foi um lance de jogo onde me machuquei e precisei parar. Mas tudo tem um propósito, eu acredito, então se é para completar os 100 jogos agora, vamos agradecer a oportunidade. Claro, que na hora da partida não interessa se são 100, 500 ou 20 jogos na bagagem. O jogador quer ganhar e cada um vai dar o seu melhor. Não tem festa. O prêmio para mim é fazer um jogo seguro, completou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima