Del Nero, Marin e Teixeira têm sigilos quebrados por CPI do Futebol

SÉRGIO RANGEL

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Os senadores da CPI do Futebol quebraram na tarde desta terça feira (1º) o sigilo telefônico do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

Em setembro, a comissão já havia derrubado os sigilos bancário e fiscal do cartola.

Os senadores também quebraram os sigilos fiscal e bancário de Ricardo Teixeira, que comandou a entidade por mais de duas décadas, e o telefônico de José Maria Marin, antecessor de Del Nero.

Marin cumpre prisão domiciliar nos Estados Unidos. Ele foi preso na Suíça em maio deste ano por receber propina na venda de direitos de transmissão de torneios realizados no exterior e no Brasil.

Além das ligações telefônicas, os senadores terão acesso às mensagens enviadas dos aparelhos de Del Nero e Marin, além de e-mails.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi o responsável por pedir a quebra dos sigilos de Marin e Del Nero. Já Romário (PSB-RJ) foi o autor do pedido sobre o sigilo de Teixeira.

COPA DO MUNDO

O senador fluminense também conseguiu autorização para ter acesso aos sigilos bancários e fiscais do COL (Comitê Organizador da Copa do Mundo), entidade que foi comandada por Marin e Teixeira.

Marin recebeu R$ 6,2 milhões da entidade nos últimos dois anos que dirigiu o COL.

Na sessão desta terça, os sigilos de Teixeira foram quebrados de 2007 até 12 de março de 2012, data da sua renúncia.

Já Del Nero e Marin vão ter suas ligações monitoradas a partir de março de 2012.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima