Democratas e republicanos começam em Iowa disputa pela indicação nos EUA

Um pré-candidato do Partido Republicano, Donald Trump, e outro do Partido Democrata, Bernie Sanders, tentarão nesta segunda-feira converter o entusiasmo de parte do eleitorado em vitórias, no caucus do Estado norte-americano de Iowa. Outros nomes, como o senador republicano Ted Cruz e a democrata Hillary Clinton, também buscam largar à frente na disputa pela indicação de quem concorrerá à Casa Branca mais adiante neste ano.

O caucus de Iowa é a etapa inicial das disputas entre os pré-candidatos dos dois partidos dos EUA, que marcam uma nova fase no por ora tumultuado cenário político do país. O processo eleitoral coloca em foco a grande frustração de parte dos norte-americanos com a política de Washington, o que deu espaço para pré-candidatos que poucos esperavam que pudessem representar um desafio importante na corrida pela indicação partidária.

Após meses de campanha e mais de US$ 150 milhões já gastos em anúncios, a corrida pelo voto em Iowa está disputada nas duas siglas. Entre a oposição republicana, Trump parece ter uma pequena vantagem sobre Cruz, senador pelo Texas. Do outro lado, Hillary e Sanders começam nesta segunda-feira uma corrida eleitoral surpreendentemente disputada, revivendo memórias do desapontador início da ex-primeira-dama em Iowa oito anos atrás, quando foi derrotada por Barack Obama no Estado. “Fiquem comigo”, discursou Hillary a partidários no domingo, defendendo que tinha um plano e a experiência necessária para chegar à Casa Branca e ser presidente.

Sanders, um senador por Vermont que tem conseguido atrair grandes grupos, em geral de jovens, pelo Estado, pediu aos eleitores que o ajudem a “fazer história” com uma vitória no início da corrida pela indicação democrata. Em uma mostra de força financeira, a campanha de Sanders anunciou no domingo que levantou US$ 20 milhões apenas em janeiro.

A disputa desta segunda-feira também oferecerá a primeira evidência concreta sobre se Trump pode converter uma legião de fãs em eleitores. Já Cruz visitou todos os 99 condados do Estado e buscou o apoio de líderes evangélicos e conservadores. O foco de Cruz nos últimos dias tem sido Marco Rubio, buscando garantir que o senador pela Flórida não atinja o segundo lugar na disputa. Rubio é visto por muitos republicanos como uma alternativa mais razoável ante Trump e Cruz, porém precisará se manter competitivo em Iowa, para manter sua viabilidade na disputa republicana.

Diferentemente das primárias em geral, onde os eleitores podem votar ao longo do dia, o caucus em Iowa começa às 19h (hora local, 23h de Brasília). Os democratas se reunirão em 1.100 localidades e os republicanos em quase 900.

A expectativa é que o nível de comparecimento seja alto. O Partido Republicano de Iowa prevê superar o recorde anterior de 120 mil pessoas em 2012. Os democrata também esperam comparecimento forte, ainda que não tão grande quanto em 2008, quando 240 mil pessoas se reuniram para decidir a disputa entre os então pré-candidatos Hillary, Barack Obama e John Edwards, vencida pelo atual presidente. Fonte: Associated Press.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima