Dirigente condiciona retorno de Robinho a redução salarial

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O presidente do Santos, Modesto Roma, revelou interesse na contratação do atacante Robinho, ídolo santista e atualmente reserva no Guangzhou Evergrande, da China. Um entrave para o retorno do jogador seria a questão financeira. Em participação no programa ?Seleção SporTV?, do canal SporTV, o mandatário garantiu que não abre mão da filosofia “pés no chão” para arquitetar a volta do camisa 7.

“Vontade sempre dá. Agora, nós contratamos um reforço muito importante para a nossa administração, que se chama responsabilidade. O grande problema é que não dá para gastar o que não tem. Nós temos que administrar o clube com os seus recursos. Precisamos ter a responsabilidade em primeiro lugar. Para trazer o Robinho, só se for dentro das nossas condições de pagamento. Reconhecemos que o Robinho não viria para o Santos por R$ 200 mil”, declarou o dirigente.

O presidente disse que o técnico Dorival Júnior ainda não pediu reforços para a próxima temporada. De acordo com Modesto, a ideia do treinador para 2016 é trabalhar com o elenco atual e algumas peças das categorias de base do clube.

“Ele [Dorival] me disse o seguinte: ?Me deixe com o elenco que eu tenho. No resto, eu me viro com a base?”, contou, ao ser questionado sobre eventual interesse do Santos nos atacantes Hernane e Henrique Almeida, que disputaram o Campeonato Brasileiro por Sport e Coritiba, respectivamente.

O Santos trabalha nos bastidores para assegurar a permanência de Marquinhos Gabriel, que aproveitou a lesão de Geuvânio para se destacar no segundo semestre. Com o vínculo do jogador se encerrando no fim deste ano, a cúpula alvinegra encaminhou ao Al Nassr, da Arábia Saudita, uma proposta de aproximadamente US$ 4 milhões para ficar definitivamente com o jogador.

“O valor é estipulado no contrato. Nós mandamos a proposta para o Al Nassr e estamos esperando a resposta deles”, disse.

Modesto acenou com a possibilidade de o lateral direito Galhardo voltar a atuar pelo Santos após disputar o Brasileiro pelo Grêmio. O impasse na negociação com o clube gaúcho, que oferece o zagueiro Werley para ficar com o lateral, pode fazer com que Galhardo atue novamente na Vila Belmiro.

“O Galhardo foi muito bem este ano. E bons atletas o Santos sempre quer de volta”, afirmou.

O mandatário santista apoiou Antônio Carlos Nunes, 77, na eleição para vice-presidência da região sudeste da CBF. Para ele, o momento é de “passar o futebol a limpo”.

“O futebol brasileiro precisa ser passado a limpo. Eu estive na eleição. Acho que é a hora de dar uma redimensão ao futebol brasileiro. Chega de brincadeira. Chega de sacanagem. Não é mais possível o futebol ser tomado apenas pelas Federações. Os clubes precisam ser protagonistas”, declarou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima