Djokovic e Sharapova avançam em Wimbledon; Soares e Melo são eliminados

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Foram necessários dois dias de jogo, mas o tenista sérvio Novak Djokovic conseguiu avançar às quartas de final do torneio de Wimbledon. O líder do ranking mundial bateu de virada o sul-africano Kevin Anderson, 14º do ranking, nesta terça-feira (7), por 3 sets a 2, com parciais de 6/7 (6), 6/7 (6), 6/1, 6/4 e 7/5.
No total foram três horas e 47 minutos de partida. O duelo precisou ser interrompido na segunda (6), quando o placar estava empatado em 2 a 2, em razão da falta de luz natural na quadra um do All England Club.
Anderson, de 2,03m de altura, mostrou muita eficiência no saque durante os dos primeiros sets, vencendo ambos por 7/6 e 7/6.
Entretanto, Djokovic começou a fazer valer sua superioridade técnica a partir do terceiro set. Ele igualou o placar com vitórias por 6/1 e 6/4 e fechou a partida com um 7/5.
Com o triunfo, o sérvio enfrentará nesta quarta (8) o croata Marin Cilic, nono do ranking, nas quartas.
FEMININO
A russa Maria Sharapova se classificou para as semifinais da chave feminina, ao vencer a norte-americana Coco Vandeweghe por 2 sets a 1 em duas horas e 46 minutos, com parciais de 6/3, 6/7 e 6/2.
A adversária na próxima etapa será a líder do ranking Serena Williams. A norte-americana bateu a bielorrussa Victoria Azarenka por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/2 e 6/3.
A outra semifinal será disputada entre a espanhola Garbine Muguruza e a polonesa Agnierszka Radwanska.
Muguruza bateu a suíça Timea Bacsinszky por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. Radwanska, por sua vez, passou pela norte-americana Madison Keys por 2 sets a 1 (7/6, 3/6 e 6/3).
DUPLAS
O Brasil perdeu seus dois representantes nas quartas da chave de duplas nesta terça.
O tenista brasileiro Bruno Soares foi eliminado ao lado do austríaco Alexander Peya. Eles perderam para o britânico James Murray e o australiano John Peers por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 7/6 e 6/3.
O jogo, disputado na quadra dois, teve duração de uma hora e 51 minutos.
Já o brasileiro Marcelo Melo, parceiro do croata Ivan Dodig, caiu para a dupla formada pelo israelense Jonathan Erlich e o alemão Phillipp Petzschner por 3 sets a 1 (4/6, 6/2, 6/2 e 6/4), em duas horas e dez minutos de partida.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima