Dorival rechaça revanchismo em decisão

O técnico do Santos, Dorival Júnior, descartou um possível clima de guerra para a final da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, nesta quarta-feira (2), às 22h, no Allianz Parque.

“Esse sentimento de briga, revanchismo, querer falar mais, ser mais valente, não existe. Vi Real e Barcelona, primeiro tempo teve uma falta, jogadores se respeitam. Outro caminho, ninguém precisa desmerecer, desrespeitar. Estamos jogando futebol, se não vamos para o MMA, boxe, outra coisa”, disse, em entrevista para a rádio Bradesco.

“Estamos nos preparando para jogar futebol, buscar melhor resultado, se vencer, ótimo, vamos cumprimentar treinador e jogadores. Estamos preparado para vencê-los, vamos fazer de tudo, sempre respeitando, mas tem seres humanos. Não tem necessidade desse clima, ambientação para um espetáculo de futebol. Se não, vamos para campo todos blindados. E estou preparando para futebol, para vencer dentro de campo”, completou.

Após o apito final do primeiro jogo, os jogadores de Santos e Palmeiras acabaram se estranhando na Vila Belmiro. Durante a semana, os jogadores reclamaram bastante da arbitragem e trocaram alfinetadas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima