Engenhão fica sem água e luz por falta de pagamento

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Por falta de pagamento, o Engenhão, estádio que sediará disputas de futebol e atletismo na Olimpíada de 2016, teve os fornecimentos de água e luz cortados.

As contas estão atrasadas há dois meses. O fornecimento de água foi suspenso há um mês e a luz foi cortada na última terça-feira (29).

O estádio é gerido pelo Botafogo, que atribui à Prefeitura a responsabilidade pelas contas.

“O Botafogo esclarece que tem dois pedidos de reembolso de despesas na prefeitura, relativos a abril e maio deste ano, ainda não pagos. Como o Consórcio promoveu obras durante todo o ano, teremos que apurar as responsabilidades. Na próxima segunda-feira, saberemos exatamente o que compete ao Botafogo, e será regularizado”, informou o clube, em nota.

As obras às quais se refere são de reforço da cobertura do estádio e foram pagas pelo Consórcio Engenhão (Odebrecht/OAS), que concluiu a construção do estádio em 2007.

Já a Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Publico-Privadas da Prefeitura diz que desde maio de 2015 a titularidade das contas de luz e água do Engenhão retornou ao Botafogo por meio de acordos firmados com as duas concessionárias (Light e Cedae). O clube voltou a utilizar o estádio em fevereiro, no início do Campeonato Carioca.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima