Érika Miranda dá primeiro ouro ao Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A judoca Érika Miranda venceu a canadense Ecaterina Guica na noite deste sábado (11) e deu o primeiro ouro para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos, na categoria até 52 kg do judô.
“No Brasil, o futebol reina. Mas o kimono é o que manda”, disse a atleta em entrevista ao canal SporTV.
A judoca não precisou de mais de 44 segundos para desferir na adversária um wazari e, em sequência, um ippon, que garante a pontuação máxima e encerra a luta.
Medalhista de prata no Mundial do Rio-2013 e de bronze no de Cheliabinski-2014, Érika passou para a decisão da categoria meio-leve (até 52 kg) após superar a equatoriana Diana Diaz, nos segundos finais, com um yuko.
PRATA
Antes, o brasileiro Felipe Kitadai perdeu para o equatoriano Lenin Preciado, o que garantiu a medalha de prata na categoria ligeiro (até 60 kg).
Mais cedo, o brasileiro havia vencido Yandry Torres, de Cuba, por acúmulo de punições -forçou três do rival e levou apenas uma. Na primeira luta do dia, o brasileiro havia superado o colombiano John Futtinico.
“Fui surpreendido no começo da luta. Achei que conseguiria reverter, mas não foi possível”, disse o judoca brasileiro, bronze nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. “Cheguei aqui sem nada, então a prata é importante. Não acho que é uma decepção.”
BRONZE
A judoca Nathália Brígida, 22, conquistou na noite deste sábado o primeiro pódio do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Na decisão do terceiro lugar, ela derrotou a equatoriana Diana Cobos com dois yukos e faturou o bronze na categoria ligeiro (até 48 kg).
Para o Pan de Toronto, a meta estabelecida pela CBJ (Confederação Brasileira de Judô) é ir ao pódio em todas as 14 categorias em disputa, tanto no masculino como no feminino.
Há quatro anos, em Guadalajara-2011, foram 13: sete com os homens e seis com as mulheres.
O judô é considerado pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil) o carro-chefe do time nacional para os Jogos Olímpicos do Rio-2016.
A modalidade vai, seguidamente, ao pódio olímpico desde Los Angeles-1984. Na edição de Londres-2012, foram quatro medalhas: uma de ouro e três de bronze.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima